Vendas da carne de frango continuam em queda

As cotações da carne de frango continuam em queda, com a demanda enfraquecida devido às férias e a maiores despesas da população, de acordo com informações do Cepea. Apesar disso, a competitividade desta proteína caiu frente às principais concorrentes, bovina e suína, porque os valores das carnes bovina (traseiro) e suína têm registrado recuos ainda mais intensos que os verificados para o frango.

Com fraca demanda, cotações da carne de frango seguem estáveis

As cotações da carne de frango, que vinham em queda, principalmente no Sudeste, região mais voltada ao abastecimento do mercado doméstico, ficaram estáveis entre 4 e 11 de janeiro. Apesar disso, o cenário de demanda enfraquecida, segundo colaboradores do Cepea, ainda permanece.

Preços da carne de frango resfriada e congelada caem

Os preços da carne de frango resfriada e congelada caíram na maioria das regiões acompanhadas pelo Cepea, devido às fracas demandas interna e externa. Nesse cenário, frigoríficos nacionais, especialmente os de maior escala, estiveram flexíveis nos valores de venda da carne, com objetivo de elevar a liquidez. 

Média da carne de frango em SP é a menor em 11 anos

A intensa desvalorização da carne de frango em agosto no atacado da Grande São Paulo pressionou as cotações médias do inteiro congelado e do resfriado para o menor patamar em 11 anos, considerando-se a série histórica do Cepea, iniciada em 2004 para ambos.

Exportações de carne de frango crescem 6,2% em julho, aponta ABPA

As exportações brasileiras de carne de frango totalizaram 385 mil toneladas em julho, número que supera em 6,2% o total embarcado no mesmo período do ano passado, com 362,4 mil toneladas. De acordo com a Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA), é o primeiro saldo mensal positivo desde os equívocos ocorridos na divulgação da Operação Carne Fraca, ocorrida em março deste ano.

Demanda enfraquecida pressiona cortes de frango

Os preços da carne e dos principais cortes de frango levantados pelo Cepea estão em queda no mercado atacadista brasileiro. Segundo colaboradores do Cepea, a pressão vem da fraca demanda interna, que não tem conseguido absorver a atual oferta da proteína. Além disso, há maior disponibilidade doméstica desse produto, devido ao fraco ritmo das exportações brasileiras nas últimas semanas.

Com maior oferta, preço dos cortes de frango recua

Neste mês, frigoríficos têm optado pela desossa de frangos, a fim de comercializar mais cortes em vez do produto inteiro. Segundo agentes consultados pelo Cepea, esse fator e a retração das exportações têm aumentado a oferta doméstica dos cortes, pressionando as cotações. O preço do peito congelado recuou 2,4% nos últimos sete dias, a R$ 4,83/kg nessa quinta-feira, 11.

Preço da carne de frango inicia maio enfraquecido

As cotações da carne de frango seguem enfraquecidas neste início de maio, ao contrário do esperado por agentes do setor, que, fundamentados no recebimento dos salários, acreditavam em sustentação dos preços. Nessa quinta-feira, 4, o frango inteiro congelado fechou a R$ 3,77/kg na Grande São Paulo, com queda de 0,5% se comparado ao fechamento da quinta anterior. O frango inteiro resfriado se desvalorizou 0,8% no período, a R$ 3,72/kg nessa quinta.

Assinar este feed RSS