BB transfere ações para o BNDES

O Banco do Brasil (BB), em complemento aos Fatos Relevantes de 21.08.2019 e de 23.08.2019, comunica que, em cumprimento ao Ofício SEI Nº 14/2019/GESEF/COPAR/SUPEF/STN/FAZENDA-ME do Ministério da Economia, de 28.08.2019, transferiu, nesta data, 20.785.200 ações ordinárias de emissão do BB, pertencentes à União, para o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social - BNDES.

(Redação – Investimentos e Notícias)

Gol anuncia emissão de bônus de subscrição

A Gol anunciou que foi aprovada uma nova emissão de bônus de subscrição pela Companhia. Este aviso visa informar também as condições para o exercício do direito de preferência pelos acionistas da Companhia para a subscrição dos bônus de subscrição, nos termos do § único do artigo 77 e do § 1º, alínea “b” do art. 171 da Lei das Sociedades por Ações.

Ser Educacional anuncia distribuição de dividendos

A Ser Educacional anunciou que foi aprovada, em reunião do Conselho de Administração realizada em 22 de agosto de 2019, por unanimidade de votos e sem quaisquer ressalvas, “ad referendum” da Assembleia Geral Ordinária que deliberar as Demonstrações Financeiras referente ao exercício social a se encerrar em 31 de dezembro de 2019, a distribuição de dividendos intermediários, conforme estabelecido na Política de Dividendos da Companhia em vigor, na importância de 30% do lucro líquido apurado no balanço patrimonial levantado em 30 de junho de 2019, no valor total de R$ 32.803.043,00, correspondentes a 0,254837208 por ação. 

Tenda anuncia pagamento de dividendos

A Construtora Tenda anunciou que foram aprovados a distribuição e o pagamento de dividendos intermediários pela Companhia no montante de R$ 17.327.742,76, equivalente a R$0,178756965 por ação, considerando a posição de 96.934.644 ações, não incluídas as ações em tesouraria. O valor dos dividendos por ação é estimado e poderá sofrer variação em razão de eventual alteração do número de ações em tesouraria.

Lucro líquido da Tenda cresce 41,4% no 2T19

A Construtora Tenda registrou um lucro líquido de R$ 73,0 milhões no segundo trimestre de 2019, o que representa um aumento de 41,4% em relação ao mesmo período do ano passado. O montante é resultado dos R$ 479,9 milhões em vendas líquidas realizadas pela construtora, que tem como foco empreendimentos residenciais populares enquadrados nas faixas 1,5 e 2 do programa Minha Casa, Minha Vida (MCMV).

Conselho da Taesa aprova distribuição de proventos

O Conselho de Administração da Taesa aprovou com base nas demonstrações financeiras intermediárias levantadas em 30 de junho de 2019, a distribuição de proventos a seus acionistas no montante de R$ 248.730.661,43, dos quais: R$ 180.022.512,74 a título de Dividendos Intercalares e R$ 68.708.148,69 a título de Juros Sobre o Capital Próprio (“JCP”).

Assinar este feed RSS