Setor público consolidado registrou superávit de R$36,7 bi

Em janeiro, o setor público consolidado registrou superávit primário de R$36,7 bilhões. O Governo Central e os governos regionais apresentaram superávit respectivos de R$26,3 bilhões e R$10,8 bilhões, e as empresas estatais, déficit de R$384 milhões. Em relação a janeiro de 2016, observou-se aumentos de R$5,4 bilhões no superávit do Governo Central e de R$2,8 bilhões no superávit dos governos regionais, e redução de R$578 milhões no déficit das empresas estatais.

Dívida mobiliária federal totalizou R$2.938,6 bi em janeiro

A dívida mobiliária federal interna fora do Banco Central, avaliada pela posição de carteira, totalizou R$2.938,6 bilhões (46,6% do PIB) em janeiro, registrando decréscimo de R$47,9 bilhões em relação ao mês anterior, segundo dados do BC. O resultado refletiu resgates líquidos de R$78,4 bilhões, decréscimo de R$0,6 bilhão em razão da apreciação cambial, e incorporação de juros de R$31,1 bilhões.

Saldo diário da base monetária totalizou R$260,4 bi em janeiro

A média dos saldos diários da base monetária totalizou R$260,4 bilhões em janeiro, com declínio de 1,9% no mês e acréscimo de 3,5% em doze meses, segundo dados do Banco Central (BC). A variação mensal repercutiu a redução de 3,6% no saldo do papel-moeda emitido e o crescimento de 8,4% nas reservas bancárias, que ainda refletem o aumento sazonal da demanda por moeda em dezembro.

Operações de crédito do sistema financeiro atingiram R$3.074 bi

O saldo das operações de crédito do sistema financeiro atingiu R$3.074 bilhões em janeiro, com reduções de 1% no mês e de 3,9% em doze meses, segundo dados do Banco Central (BC). A evolução mensal foi influenciada pela sazonalidade do crédito às empresas, saldo de R$1.508 bilhões, que recuaram 2,4%, enquanto as operações com pessoas físicas cresceram 0,3%, alcançando R$1.565 bilhões. A relação crédito/PIB decresceu para 48,7%, ante 53,2% em janeiro de 2016.

Assinar este feed RSS