IC-Br recua 0,87% em dezembro

O Índice de Commodities Brasil (IC-Br), que acompanha os preços das commodities (produtos primários com cotação internacional), registrou, em dezembro, queda de 0,87%, na comparação com novembro. Em 12 meses encerrados em dezembro, o índice apresentou perdas de 039%.

Dívida mobiliária federal totalizou R$3.372 bi

A dívida mobiliária federal interna fora do Banco Central, avaliada pela posição de carteira, totalizou R$3.372 bilhões (51,7% do PIB) em novembro, registrando acréscimo de R$60,6 bilhões em relação ao mês anterior, segundo dados do Banco Central (BC). O resultado refletiu emissões líquidas de R$34,5 bilhões, decréscimo de R$0,1 bilhão em razão da apreciação cambial, e incorporação de juros de R$26,1 bilhões.

  • Publicado em Economia

Setor público registra déficit primário de R$909 mi

O setor público consolidado registrou déficit primário de R$909 milhões em novembro, segundo dados do Banco Central (BC). O Governo Central e os governos regionais apresentaram, na ordem, déficit de R$366 milhões e R$787 milhões, e as empresas estatais, superávit de R$245 milhões.

  • Publicado em Economia

Base monetária registrou saldo médio diário de R$256,6 bi

A base monetária registrou saldo médio diário de R$256,6 bilhões em novembro (crescimentos de 0,9% no mês e 5,4% em doze meses), segundo dados do Banco Central (BC). A variação mensal refletiu as elevações nos saldos das reservas bancárias (2,8%) e do papel-moeda emitido (0,6%).

Taxas de juros recuam em novembro, mostra BC

Em novembro, o custo médio das operações de crédito ativas do Sistema Financeiro Nacional, aferido pelo Indicador de Custo do Crédito (ICC), situou-se em 21,7% a.a. (-0,1 p.p. no mês e -1,5 p.p em doze meses), com redução no crédito livre (-0,4 p.p., para 35,5%) e estabilidade no direcionado (em 8,9% a.a.), segundo dados do Banco Central (BC).

Operações de crédito do sistema financeiro avançam em novembro

O saldo das operações de crédito do sistema financeiro alcançou R$3.064 bilhões em novembro (+0,4% no mês e -1,3% em doze meses), segundo dados do Banco Central (BC). No mês, as operações com pessoas físicas (R$1.640 bilhões) prosseguiram em expansão (+0,8%), enquanto o saldo contratado com empresas registrou nova retração (-0,2%), situando-se em R$1.423 bilhões. A relação crédito/PIB (47%), manteve o patamar do mês anterior, com redução de 2,9 p.p. na comparação em doze meses.

Assinar este feed RSS