Compre passagens aéreas mais baratas utilizando milhas

Viajar pode ser uma das atividades mais prazerosas da vida e também uma excelente maneira de conhecer outras pessoas e culturas. Mas nem sempre é tão barato assim, principalmente quem opta por viagens que incluem trajetos aéreos. Por isso, é muito comum que os viajantes mais assíduos busquem por programas de acumulação de milhas que permitam compras de passagens aéreas mais baratas, mesmo na alta temporada.

Destinos internacionais por até R$ 1.400 com taxas!

Fim de ano é um período em que há muitos gastos. Seja por conta dos presentes ou de planejar as confraternizações, fica mais difícil se programar para viagens e nem todo mundo consegue fazer isso com antecedência.



  • Publicado em Viagens

Valor dos tickets aéreos diminui até 57%

Uma pesquisa divulgada pela startup PassagensAéreas.com.br mostra que este é o momento certo para adquirir as suas passagens. Enquanto no primeiro semestre do ano as companhias aéreas estavam com preços mais elevados, atualmente, os mesmos trechos podem ser encontrados por valores até 57% mais baratos

Passagens aéreas compradas com 56 dias de antecedência são mais baratas

Muitos são os fatores que impactam os valores de passagens aéreas. Para auxiliar o viajante a encontrar os preços mais baixos, a momondo, buscador de passagens aéreas e reservas de hotéis, realizou uma pesquisa global para descobrir o melhor momento para adquirir bilhetes. Segundo o levantamento, a tarifa mais barata pode ser encontrada 56 dias antes do embarque. Dentro desse prazo, a economia pode chegar a 28%. Para chegar a esta conclusão, o estudo analisou 13,2 bilhões de preços de voos que fazem parte das 100 rotas mais populares no site da momondo.

Valor de passagens aéreas sobe menos de 2% em 2016

O Brasil passou por momentos difíceis em sua economia, fazendo com que a inflação surgisse em diversos produtos e que ficasse acumulada em mais de 8% nos últimos 12 meses. No setor de passagens aéreas, no entanto, mesmo com instabilidades, o aumento médio para o ano é menor do que o esperado: apenas 1,39%.

Assinar este feed RSS