PMI de serviços do Brasil registra 27,6 pontos em maio

Os dados do PMI de maio indicaram que a pandemia de coronavírus de 2019 (COVID-19) continuou a ter um impacto severo no desempenho da economia do setor brasileiro de serviços, segundo dados do Instituto Markit Economics. A atividade caiu a uma taxa próxima ao recorde para a pesquisa registrado em abril, ao passo que o volume de novos negócios se contraiu a um ritmo sem precedentes. O corte de empregos também se intensificou e foi o segundo mais acentuado em mais de treze anos de coleta de dados, com o grau de otimismo no futuro se mantendo negativo no geral.

PMI de serviços do Reino Unido recua a 34,5 pontos

O Índice Gerente de Compras (PMI, na sigla em inglês) do setor de serviços do Reino Unido recua para 34,5 pontos em março de 2020, abaixo dos 35,7 pontos do mês anterior, segundo informações divulgadas nesta sexta-feira, 03, pelo instituto Markit Economics. O resultado veio abaixo da previsão do mercado (34,8).

(Redação – Investimentos e Notícias)

 

PMI de serviços do Reino Unido sobe a 50 pontos

O Índice Gerente de Compras (PMI, na sigla em inglês) do setor de serviços do Reino Unido avançou para 50 pontos em outubro de 2019, acima dos 49,5 pontos do mês anterior, segundo informações divulgadas nesta terça-feira, 05, pelo instituto Markit Economics. O resultado veio acima da previsão do mercado (49,7).

(Redação – Investimentos e Notícias)

 

PMI de serviços atinge os 52,2 pontos em julho

O setor brasileiro de serviços se fortaleceu no início do terceiro trimestre, com a retomada do crescimento da atividade de negócios, em resposta a uma sólida recuperação no volume de entrada de novos trabalhos. Além disso, as empresas esperam que esse impulso dure, como foi destacado por um aumento no grau de sentimento positivo em relação aos negócios que atingiu o seu ponto mais alto em quase seis anos. 

PMI de Serviços do Brasil sobe para 51,9 em dezembro de 2018

O setor brasileiro de serviços engrenou uma marcha mais rápida em dezembro com uma recuperação acentuada e acelerada de novos trabalhos impulsionando a atividade de negócios. O fortalecimento da demanda interna sustentou a expansão, ao mesmo tempo em que os mercados internacionais fraquejaram. As empresas puderam sustentar o aumento, mantendo seus preços de venda basicamente inalterados devido ao crescimento mais fraco nas cargas de custos em um ano. Ao mesmo tempo, foi mantido um grau robusto de otimismo.

PMI de serviços do Reino Unido recua a 52,2 pontos

O Índice Gerente de Compras (PMI, na sigla em inglês) do setor de serviços do Reino Unido recuou para 52,2 pontos em outubro de 2018, abaixo dos 53,9 pontos do mês anterior, segundo informações divulgadas nesta segunda-feira, 05, pelo instituto Markit Economics. O resultado veio abaixo da previsão do mercado (53,3).

(Redação – Investimentos e Notícias)

PMI de serviços do Brasil recua em setembro

A atual situação política e econômica no Brasil continuou a afetar o setor de serviços em setembro, segundo dados do Instituto Markit Economics. As empresas observaram uma redução renovada na quantidade de novos negócios e relataram quedas adicionais tanto para o volume de produção quanto para o nível de empregos. Um aumento sólido nos preços médios de venda que, por sua vez, resultou de pressões acentuadas e constantes sobre os custos no setor, pressionou a capacidade das empresas de garantir novos trabalhos. O grau de sentimento positivo em relação aos negócios se reduziu, com a política permanecendo um ponto central.

PMI de serviços do Reino Unido recua a 53,9 pontos

O Índice Gerente de Compras (PMI, na sigla em inglês) do setor de serviços do Reino Unido recuou para 53,9 pontos em setembro de 2018, abaixo dos 54,3 pontos do mês anterior, segundo informações divulgadas nesta quarta-feira, 03, pelo instituto Markit Economics. O resultado veio abaixo da previsão do mercado (54).

(Redação – Investimentos e Notícias)

Assinar este feed RSS