Seguro protege operadoras e agências de viagens

  •  
Seguro protege operadoras e agências de viagens Foto: Divulgação

Um seguro que garante indenização por danos causados a terceiros, por conta de algum erro na prestação de serviço. Chamado de Responsabilidade Civil Profissional, ainda é pouco conhecido pela maioria dos brasileiros, mas pode evitar que uma empresa feche as portas caso a questão vá parar nos tribunais.

No caso das operadoras e agências de viagens, falhas ao informar regras de viagem (como a necessidade de visto em certos países), e erros na emissão de passagens e em reservas de hotéis, podem gerar reclamações de clientes com suas viagens e pacotes, acarretando em pedidos de reparação de danos. Dependendo do montante das ações impetradas na justiça, os profissionais podem até ser obrigados a fechar seu negócio ou encerrar suas atividades para pagar as reparações.

Foi pensando nisso que a Argo Seguros desenvolveu o Protector Turismo, um seguro de Responsabilidade Civil Profissional com coberturas abrangentes em todo território nacional e com garantia para atender defesas jurídicas, acordos e indenizações, por exemplo. Ele garante os gastos necessários para a defesa da empresa, como honorários de advogados, laudos periciais, custas processuais entre outros.

“Desenvolvemos um produto bem completo para as operadoras e agências de viagens. Esse seguro abrange as despesas de defesa, indenizações, acordos e demais pedidos de reparação de danos. Vale frisar que não há necessidade de ação judicial para acionar o seguro. Caso um terceiro alegue que sofreu um dano por erro profissional, o segurado já pode nos acionar”, explica Ana Mello, diretora de Property & Casualty da Argo Seguros.

Mesmo que a reclamação por erro profissional contra a Agência de Turismo seja falsa ou não tenha fundamento, o seguro garantirá cobertura se defenda. Se for possível celebrar um acordo e evitar os transtornos de uma ação judicial, a Argo Seguros fará o pagamento direto ao reclamante.

Se o Judiciário entender em última instância que a operadora ou a agência de viagens é diretamente responsável pelo pagamento de indenização por perdas e danos, a seguradora pagará o valor da indenização devida, até o limite da apólice. Neste caso, serão tomadas todas as providências necessárias para o pagamento da indenização e finalização definitiva do processo.

O produto está disponível através da plataforma digital Protector, que permite conhecer todos os seus detalhes e ainda fazer uma cotação em tempo real. Se a empresa quiser adquirir o produto, a contratação pode ser feita em apenas cinco minutos com pagamento em até 12 vezes. Porém, o negócio só pode ser concluído com a participação de uma corretora de seguros. “Desenvolvemos a plataforma para facilitar os negócios, mas não abrimos mão da figura do especialista dando todo o suporte ao cliente”, garante Ana.

Após a contratação, o segurado passa a ter acesso a “Sala de Emergência”, um serviço de atendimento diferenciado e exclusivo, onde o cliente tem uma equipe de especialistas à sua disposição para auxiliá-lo em caso de eventuais dúvidas sobre seu seguro e coberturas, sinistros e demais casos relacionados à sua atividade profissional.

Outra exclusividade do Protector Turismo é o aplicativo móvel disponível para download na Apple Store e Google Play. Através do app “Meu Protector”, o segurado pode visualizar todas as informações sobre seu seguro, obter cópia da apólice, alterar dados cadastrais, visualizar os boletos e status de pagamento, avisar e acompanhar os sinistros, entre outras funcionalidades.

(Redação - Agência IN)