Schmersal estima crescimento de 50% nas exportações até o final do ano

  •  
A empresa tem apostado na exportação de produtos voltados à segurança de máquinas e equipamentos Divulgação A empresa tem apostado na exportação de produtos voltados à segurança de máquinas e equipamentos

A filial brasileira da empresa Schmersal, cuja sede está localizada na cidade de Boituva (SP), está apostando na exportação de produtos voltados à segurança de máquinas e equipamentos para conseguir alavancar seus negócios. A estimativa é de que este foco de atuação gere um aumento no volume de itens exportados neste ano em 50% sobre os 30% alcançados no ano passado. O mercado externo representa 10% do faturamento anual obtido pela companhia.

A indústria nacional fornece produtos para alguns países da América Latina, além das filiais da empresa na Europa, Ásia e América do Norte. Em termos de comparativo do alcance das exportações da organização, 30% destas vão para a América Latina e 70% para as demais regiões do mundo.
Hoje, a unidade brasileira é vista como um centro de competência para várias soluções e produtos para elevadores, bem como chaves de emergência, os quais são os produtos mais exportados.
Para o diretor-superintendente da Schmersal, Rogério Baudalf, apesar dos bons resultados, o cenário das exportações brasileiras é preocupante em função da situação cambial vivida pelo país. "Havia uma expectativa de maior desvalorização do Real, porém, nos últimos meses, se registrou uma tendência contrária. Esta oscilação impede um bom planejamento e está afetando todas as empresas exportadoras. Questões logísticas e burocráticas no Brasil são também um grande obstáculo. Existem casos de embarques que demoram até um mês para liberação na alfândega", afirma.

(Redação- Agência IN)