Rivatti Móveis investe R$ 50 milhões em novo Centro de Distribuição

Empresa projeta dobrar sua capacidade de armazenamento e triplicar expedição. Unidade será erguida em Farroupilha-RS Foto: Divulgação Empresa projeta dobrar sua capacidade de armazenamento e triplicar expedição. Unidade será erguida em Farroupilha-RS

Com apenas 11 anos de mercado e um faturamento anual de R$ 60 milhões, a caxiense Rivatti Móveis, maior importadora de móveis de design do Brasil, investirá R$ 50 milhões em um novo Centro de Distribuição, na cidade de Farroupilha, região Serrana do Rio Grande do Sul.

Com o novo empreendimento, que ocupará uma área construída de 20 mil m², em um terreno de 110 mil m², a empresa projeta dobrar sua capacidade de armazenamento, já que a nova estrutura terá pé direito de 12 metros. Quanto ao recebimento e a expedição, a expectativa é triplicar a capacidade. Já no faturamento, a projeção é um incremento de 40%. Atualmente, a Rivatti importa 30 contêineres e expede mais de 35 mil volumes/mês para todo o território nacional.

De acordo com Márcio Quadros, diretor Comercial e de Marketing, o novo Centro de Distribuição, previsto para entrar em funcionamento em quatro anos, tem como objetivo melhorar e dar mais rapidez aos aspectos técnicos da operação logística da empresa para atender a todo o mercado brasileiro, que atualmente está presente em mais de 4 mil pontos de vendas.

“Com o crescimento da empresa, o nosso atual espaço passou a não comportar a demanda e com isso começamos a alugar outras áreas próximas, o que nos causa dificuldade de logística e aumento de custos”, afirma Márcio Quadros.

O investimento da Rivatti explica o sucesso da importadora, que vem em crescimento constante desde sua fundação. Somente nos últimos cinco anos a empresa cresceu 72% ao ano, em média, e a projeção para 2015 é um incremento de 25% nos negócios. No portfólio, 350 produtos importados da Itália, Malásia, Vietnã e China, onde a Rivatti possui um escritório próprio.

Atualmente, a empresa conta com 226 colaboradores (entre China e Brasil). Com a inauguração do novo CD, a expectativa é aumentar o número de funcionários para 336.

(Redação - Agência IN)