Rede de farmácias atinge 500 lojas em quatro anos

  •  
Rede de farmácias atinge 500 lojas em quatro anos Foto: Divulgação Rede de farmácias atinge 500 lojas em quatro anos

A administradora de redes de drogarias Farmarcas atingiu recentemente a expressiva marca de 500 lojas administradas em todo Brasil, com a inauguração de uma nova unidade na cidade de Lages, em Santa Catarina. Esse número se torna ainda mais expressivo, levando em conta que a empresa só está há quatro anos no mercado.

Contudo, mais do que comemorar o número atingido, a atenção agora de sua diretoria é com projeções para o futuro, estabelecendo a meta de atingir 1.000 lojas até o final de 2018.

“Para atingir nossos objetivos, estamos valorizando cada vez mais os proprietários das farmácias que já são associadas às nossas redes. Acreditamos no potencial de empreendedorismo de nossos parceiros e muitos deles estão abrindo novas unidades devido aos ótimos resultados obtidos pelas que já possuem”, conta o diretor geral da Farmarcas, Paulo Roberto Costa.

Ele acrescenta que entre os grandes diferenciais das farmácias administradas pela Farmarcas está os baixos preços dos medicamentos, sendo que são desenvolvidas várias estratégias para esses serem acessíveis a toda população.

Para se ter ideia do crescimento, a rede tinha, em junho de 2015, 361 lojas, no decorrer do ano, foram abertas cerca de 139, totalizando, em julho de 2016, 500 lojas. Um crescimento de mais de 38%.

Loja 500 é grande exemplo

A loja que marcou essa conquista representa bem esse arrojado projeto de valorização dos parceiros. A associada da drogaria Ultra Popular, Bruna Zanette Dutra, já possui outras duas unidades da rede em Santa Catarina, nas cidades de São Joaquim e Balneário Camboriú, e tem um planejamento para ampliar esse número para 30 unidades em três anos.

Ela conta que a elaboração de um projeto como esse só se tornou possível graças a toda a estrutura profissional disponibilizada pela Farmarcas, que responde pela gestão da rede Ultra Popular. “Já em nossa primeira farmácia observamos um tratamento diferenciado, podendo destacar sólidas ferramentas de gestão e marketing e políticas claras, com possibilidade de ser um destaque diante do restante do mercado. Não adianta apenas um negócio vender muito, ele precisa ser lucrativo e foi isso que observamos”, acrescenta Bruna.

Foco na gestão

Outro dado impressionante obtido pela Farmarcas é em relação ao faturamento que foi superior a 500 milhões em 2015. Segundo o diretor operacional da Farmarcas, Ângelo Vieira, esse resultado é fruto de um trabalho complexo que é realizado nas empresas que se associam à rede.

“O crescimento do número de farmácias está ligado principalmente ao foco em gestão que oferecemos. Também proporcionamos planejamento da marca, condições comerciais diferenciadas, suporte estratégico e analítico e uma equipe de marketing que desenvolve materiais publicitários para que a loja tenha excelente desempenho na gestão, dentre outros mecanismos que o associado necessite”.

Contudo, um dos grandes diferenciais oferecidos é a possibilidade de praticar preços muito competitivos no mercado. O público que procura as farmácias da Farmarcas quer produtos com custos acessíveis, com qualidade no atendimento e variedade alta de produtos e medicamentos.

“Por meio desse modelo de negócios, unificamos os associados em torno de um forte sentimento de unidade corporativa, ao mesmo tempo em que recuperamos a satisfação e a motivação, criando um espírito de pertencer a um grupo, de fato, vencedor. Isso os motivou a cumprirem e seguirem nossas orientações”, finaliza o Paulo Costa.

(Redação - Agência IN)