Receita líquida da Smiles registra queda de 79,6%

  •  
Receita líquida da Smiles registra queda de 79,6% Foto: Divulgação

A Smiles (SMLS3), companhia que administra o sistema de milhas da Gol (GOLL4) e aéreas parceiras , anunciou seus resultados do 2° trimestre de 2020. A empresa registrou um prejuízo líquido de R$ 400 mil. Se comparado ao mesmo período do ano passado, a operadora registrou baixa de 100,3%, quando a companhia havia tido um lucro de R$ 155,7 milhões.

No 1° trimestre deste ano, a Smiles obteve um lucro de R$ 56,3 milhões, porém o agravamento da pandemia no Brasil fez com que a companhia tivesse que se ajustar ao momento.

Com isso, a empresa apresentou uma receita líquida com retração, chegando a R$ 56,5 milhões, de R$ 278 milhões no ano anterior, o que corresponde a uma queda de 79,6%.

O Ebitda teve uma contração de 107% em relação ao 1S20, com um saldo negativo de R$ 6,2 milhões.

O faturamento total da Smiles, em julho, alcançou 56% de 12 meses atrás. O desempenho representa um avanço de 10 p.p. sobre o segundo trimestre, em que a Smiles faturou apenas 46% do obtido no mesmo período de 2019.

Vale lembrar, que o conselho de administração da Smiles aprovou a convocação de uma assembleia geral extraordinária de acionistas a ser realizada em 20 de agosto. Trata-se de uma pequena vitória dos acionistas minoritários, que questionam a última transação da empresa com a sua controladora, a Gol (GOLL4). Os minoritários contestam os termos da venda antecipada de passagens pela Smiles à Gol, realizada no mês passado.

(Redação - Investimentos e Notícias)