Receita líquida da GOL cresce 18,8% no 4T19

  •  
Receita líquida da GOL cresce 18,8% no 4T19 (Foto: Pexels) Receita líquida da GOL cresce 18,8% no 4T19

A receita líquida da GOL atingiu R$3,8 bilhões no quarto trimestre de 2019, a maior já registrada pela Companhia, um crescimento de 18,8% em relação ao 4T18. No ano de 2019, a receita líquida chegou a R$13,9 bilhões, um aumento de 21,5% comparativamente a 2018. A projeção de receita líquida para 2020 é de aproximadamente R$15,4 bilhões.

A margem EBITDA alcançou 38,5% no 4T19, aumento de 22,2 p.p. na comparação trimestral. No ano de 2019, a margem EBITDA foi de 31,5%, um crescimento de 11,5 p.p. na comparação anual. A projeção para 2020 para margem EBITDA é da ordem de 30%. 

Devido ao forte controle de custos, e gestão da capacidade e yields, a Companhia obteve lucro operacional pelo 14º trimestre consecutivo. A demanda no 4T19 permitiu que a GOL atingisse margem EBIT recorrente de 26,5%, a maior desde 2004. O lucro operacional (EBIT) recorrente foi de R$1.006,3 milhões no trimestre e R$2.645,0 milhões em 2019, R$830,0 milhões e R$1.601,1 milhões superior em relação ao 4T18 e à 2018, respectivamente.

A margem líquida ajustada de 9,1% no 4T19 representa um aumento de 20,1 p.p. na comparação trimestral. No ano de 2019, a margem líquida ajustada foi de 4,7%, um crescimento de 12,0 p.p. na comparação anual.

A Receita por Passageiro-Quilômetro Transportado (RPK) aumentou 5,5%, totalizando 10,8 bilhões no 4T19, impulsionada pelo crescimento de 8,0% no número de Clientes transportados, enquanto a expansão em Assento Quilometro Ofertado (ASK) foi de 6,0%. 

A Companhia transportou aproximadamente 9,7 milhões de Clientes no trimestre, crescimento de 8,0% comparado com o mesmo período do ano anterior, com um market share doméstico de 38%, segundo dados da ANAC. De acordo com a Abracorp, 38% dos passageiros do segmento corporativo viajaram pela GOL, o que faz da empresa a líder em vendas e em bilhetes emitidos nas TMCs associadas à entidade. 

Por fim, R$617,1 milhões de dívida foram amortizados, e R$102,4 milhões de ações foram recompradas no trimestre.

(Redação – Investimentos e Notícias)