Receita líquida da Gafisa totalizou R$ 89,2 mi 3T19

  •  
 Receita líquida da Gafisa totalizou R$ 89,2 mi 3T19 (Foto:Divulgação) Receita líquida da Gafisa totalizou R$ 89,2 mi 3T19

A Gafisa anuncia hoje os resultados operacionais e financeiros do terceiro trimestre encerrado em 30 de setembro de 2019. A receita líquida totalizou R$ 89,2milhões 3T19, uma queda de 10,5% em relação ao valor reportado no 2T19, resultado de um menor volume de vendas líquidas no período.

Já o lucro bruto ajustado da Gafisa neste trimestre foi de aproximadamente R$ 45,2 milhões comparado aos R$ 48,9 milhões reportados no 2T19 e R$ 91,3 milhões no 3T18. O EBITDA ajustado atingiu R$ 31,1 milhões no 3T19, um aumento de 123% comparado aos R$ 13,9 milhões reportados no trimestre anterior.

O resultado líquido no terceiro trimestre de 2019 foi negativo em cerca de R$ 1,6 milhões, comparado aos prejuízos líquidos de R$ 12,7 milhões e R$ 26,2 milhões apresentados no 2T19 e 3T18, respectivamente.

As vendas brutas totalizaram R$40,0milhões neste trimestre, uma redução de 54,5% na comparação com o 2T19 e de 78,8% em relação ao 3T18. No acumulado dos nove meses, as vendas brutas somaram R$219,1 milhões. Na comparação anual, o baixo desempenho deve-se ao maior volume de lançamentos ao longo de 2018 (R$609,7 milhões). 

No entanto, a Companhia reforça que continua com seus esforços para conclusão de seu processo de reestruturação que afetou diretamente o desempenho de vendas nos nove primeiros meses do ano, além da ausência de lançamento de novos projetos.

As vendas líquidas atingiram R$ 29,7 milhões no 3T19, uma queda de 47,1% em relação ao 2T19. No acumulado do ano, as vendas líquidas totalizaram R$ 135,9 milhões.

O valor de mercado do estoque da Companhia ao final do terceiro trimestre de 2019 totalizou R$ 966,5milhões, uma queda de 9,1% em relação ao 2T19. Isso deve-se principalmente a reavaliação do valor de mercado dos estoques realizado durante o trimestre.

O VGV repassado no 3T19 alcançou R$ 49,4 milhões, 11,8% superior ao valor reportado no segundo trimestre de 2019. O maior volume de repasse deve-se ao empreendimento Choice Santo Amaro, entregue no final de maio (2T19) com VGV de cerca de R$ 91,3 milhões.

Por fim, a Companhia encerrou o 3T19 com R$ 259,5 milhões de endividamento a vencer ainda este ano, representando 34,6% do total da dívida. Em 30 de setembrode 2019, o custo médio da dívida consolidada era de 11,2% a.a.

(Redação – Investimentos e Notícias)