RB Capital conclui oferta pública de debêntures incentivadas

  •  
RB Capital conclui oferta pública de debêntures incentivadas (Foto: Divulgação) RB Capital conclui oferta pública de debêntures incentivadas

A RB Capital concluiu a estruturação e distribuição de R$ 320,9 milhões em debêntures incentivadas da Salus Infraestrutura Portuária. Com isenção de Imposto de Renda (IR) para pessoas físicas e investidores estrangeiros, em linha com as disposições da lei 12.431/11, a operação atraiu mais de 2.100 pessoas físicas.

Esta é a primeira oferta pública, colocada junto a pessoas físicas, de debêntures de infraestrutura voltadas para o segmento portuário. Os recursos captados com a oferta serão destinados a investimentos em dragagem, melhoramento e manutenção do Canal Piaçaguera, junto ao Porto de Santos, que dá acesso aos terminais portuários de uso privativo (TUPs) utilizados pela Ultrafértil em Santos (SP) e pela Usiminas na Ilha do Cardoso (SP). O objetivo é a ampliação da profundidade do canal, evitando a restrição de entrada a navios de maior porte e, assim, aumentando a capacidade de movimentação de carga e acesso dos terminais, contribuindo para sua competitividade e o desenvolvimento de suas atividades. A estrutura da operação prevê que os recursos oriundos da utilização do canal pela Ultrafertil sejam usados para o pagamento de juros e principal das debêntures, caracterizando a operação como “Project Finance”.

Com ticket de R$ 1 mil, as debêntures fecharam com uma taxa de IPCA + 6,78%, garantindo ao investidor um retorno de um cupom fixo mais correção pela inflação. De acordo com a RB Capital, o setor portuário representa hoje um dos grandes gargalos logísticos do Brasil, mas com estruturas robustas e um bom suporte de crédito, o mercado de capitais pode representar uma alternativa eficiente para parte do financiamento necessário ao seu desenvolvimento.

“Percebemos que mesmo sob um cenário macroeconômico volátil e desafiador que o país está enfrentando, a operação foi extremamente bem sucedida, atraindo uma forte demanda e possibilitando uma redução significativa da taxa. O benefício da isenção de IR para pessoas físicas, aliado a uma robusta estruturação financeira, permitiu a colocação junto ao mercado de capitais de um instrumento de renda fixa, com ótimo rating (AA+), assegurando o interesse dos investidores e viabilizando um importante projeto logístico para o país.”

(Redação – Agência IN)