Quaddra Contact Center é adquirida pela TL2M

  •  
A Quaddra será o braço de relacionamento do grupo TL2M que já controlava empresas do mesmo segmento como G4 e Contact Studio Foto: Divulgação A Quaddra será o braço de relacionamento do grupo TL2M que já controlava empresas do mesmo segmento como G4 e Contact Studio

Em negócio concretizado em outubro, a Quaddra Contact Center passa a ser controlada pela TL2M Participações. A holding, que atua também em projetos ligados a tecnologia da informação (TI) e varejo, adquiriu 100% do controle da empresa, incorporando-a em sua estratégia de ampliar a oferta de valor a toda a cadeia de consumo em seus negócios, introduzindo serviços integrados de atendimento e gestão de relacionamento com clientes.

Os valores da negociação não foram divulgados, mas a relação entre as empresas não é inédita e nem recente. A TL2M pertence ao mesmo corpo societário da G4, empresa de tecnologia para contact centers com mais de 10 anos de atuação, e já tinha participação minoritária no controle da Quaddra desde sua fundação, há 3 anos. Segundo Alessandro Xavier, Diretor Geral da Quaddra, “Essa ligação deu muita tranquilidade desde o início do projeto e agora nos dá ainda mais segurança para avançarmos. Fazer parte de um grupo como a TL2M nos traz know how diferenciado, maior capacidade de investimentos e recursos técnicos importantes. Vamos agregar mais valor à Quaddra, sem dúvida”. O executivo ressalta, porém, que a aquisição não vai mudar o posicionamento estratégico da empresa, que continua suas atividades com total autonomia.

Para a TL2M, que conta agora com 3 marcas ligadas ao mercado de contact center, sendo elas G4, CONTACT STUDIO e agora a Quaddra, as perspectivas são as melhores com relação a esta aquisição. Segundo Erik Mazzei, um dos acionistas da TL2M e também diretor da G4, a Quaddra está em um crescente excepcional e bem alinhada com as diretrizes das demais empresas do grupo. “Criamos a G4, primogênita do nosso grupo, com um espirito inovador e capacidade única de execução. Sempre mantivemos o foco na elaboração de soluções e não necessariamente em produtos engessados. Isso é um grande diferencial, e identificamos este mesmo espírito na Quaddra”, destaca Mazzei.

Sob a óptica de mercado, Mazzei ainda explica que estas características da Quaddra foram fatores cruciais na decisão de investimento do grupo. Segundo ele, “As empresas passam por uma profunda necessidade de inovação, intensificada pela crise econômica que o Brasil está sofrendo. Contratantes exigem cada vez mais eficiência, e não há como alcançar isso se os métodos forem os mesmos. A Quaddra, por exemplo, criou serviços únicos como o CCA – Central do Colaborador Ativo - voltado para grandes companhias que buscam engajar seus colaboradores no compromisso do melhor atendimento ao cliente; criou uma consultoria para oferecer alternativas mais eficientes a operações de menor porte, inadequadas para grandes contact centers, entre outros serviços. Agora, introduzindo mais recursos e maior aporte tecnológico, poderão surgir novos produtos, dentro do mesmo espirito inovador e da capacidade de execução a qual sempre nos diferenciou”.

Para 2016, a TL2M planeja um crescimento da ordem de 30% em negócios realizados pela Quaddra, que agora poderá contar com a sinergia do grupo através dos serviços das outras marcas. Tanto os acionistas do grupo quando os diretores da Quaddra declaram estar confiantes na solidez de seus planos para a empresa, mesmo em um ano de previsões pessimistas. “Tanto é, que estamos mudando nossa sede para um endereço que terá capacidade para dobrarmos de tamanho. Definitivamente, nós decidimos não participar da crise”, brinca Alessandro, da Quaddra.

(Redação - Agência IN)