Produção de minério de ferro da Vale totalizou 101 Mt

  •  
Produção de minério de ferro da Vale totalizou 101 Mt (Foto: Pexels) Produção de minério de ferro da Vale totalizou 101 Mt

A produção de finos de minério de ferro da Vale totalizou 101,0 Mt no 4T18 e 384,6 Mt em 2018, ficando em linha com o guidance de produção. O teor de ferro do portfólio de produtos da Vale atingiu 64,1% de Fe, 1,2% de alumina e 3,9% de sílica em 2018.

A produção trimestral de minério de ferro totalizou 101,0 Mt no 4T18, ficando 3,8% abaixo do 3T18 devido à sazonalidade climática usual do período. A produção trimestral de pelotas totalizou 15,8 Mt devido principalmente ao ramp-up das plantas de pelotização Tubarão I, Tubarão II e São Luís. A produção anual de 55,3 Mt em 2018 foi em linha com o guidance de produção.

O volume de vendas de finos de minério de ferro e de pelotas foi de 96,5 Mt no 4T18, com o volume de vendas de finos de minério de ferro alcançando 80,2 Mt no 4T18, ficando 3,9% abaixo do 3T18, como resultado de vendas que foram deliberadamente postergadas para o 1T19 para fins de otimização de margem.

O volume de vendas de pelotas alcançou 16,0 Mt no 4T18, devido ao ramp-up das plantas de pelotização mencionado acima e a iniciativas comerciais para utilizar o excesso ocasional de produção de pellet feed, que foi transformado em pelotas utilizando capacidade de terceiros. Como resultado, os produtos premium representaram 84% do total das vendas do 4T18 e 82% na média de 2018. Os prêmios de qualidade de finos de minério de ferro e de pelotas alcançaram US$ 11,5/t no 4T18 contra US$ 11,0/t no 3T18.

Em 2018, o negócio de níquel passou por um processo de transição para um menor footprint, no qual investimentos e volumes de produção foram ajustados para refletir as condições de mercado. Thompson passou por um processo de transição para operação mine-mill e a produção em Voisey's Bay foi ajustada para alinhar a vida útil da mina com o projeto de extensão da mina subterrânea de Voisey's Bay (VBME).

A produção também foi impactada pela manutenção corretiva do duto de ventilação da mina de Coleman no 1T18. Consequentemente, a produção total de níquel acabado totalizou 244.600 t em 2018, ficando 15,1% menor do que em 2017.

A produção de cobre alcançou 395.500 t em 2018, ficando 9,8% menor do que em 2017, refletindo, principalmente, a decisão estratégica da Vale de reduzir o seu perfil de produção de níquel, o que levou a menores volumes de subproduto de cobre nas operações do Atlântico Norte.

A produção de carvão permaneceu praticamente em linha com 2017, como resultado de certos gargalos enfrentados pelas operações, que foram amplificados pelas fortes chuvas durante o 1T18. Como resposta, o negócio de carvão revisou os seus planos de negócio e está implementando iniciativas para atingir um ramp-up consistente e sustentável a partir de 2019, por meio do desenvolvimento da sua capacidade na mina, maior produtividade na mina e maiores yields nas plantas.

Entretanto, a produção planejada, conforme orçamento aprovado em 2018, está estimada para totalizar 6,5 Mt no 1S19, apesar do aumento do total de toneladas movimentadas na mina, devido ao menor teor do ROM das frentes de lavra sendo abertas.

(Redação – Investimentos e Notícias)