Produção de bicicletas cresce 25,7% em setembro

  •  
Produção de bicicletas cresce 25,7% em setembro (Foto: Pexels) Produção de bicicletas cresce 25,7% em setembro

As fabricantes de bicicletas instaladas no Polo Industrial de Manaus (PIM) continuam em ritmo de crescimento. Em setembro produziram 81.590 unidades, volume 25,7% superior ao registrado no mesmo mês do ano passado (64.907 unidades), de acordo com os dados divulgados pela Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e Similares – Abraciclo. Contudo, houve queda de 16,6% na confrontação com agosto, quando sairam das linhas de produção das associadas da entidade 97.773 bicicletas.

Segundo Cyro Gazola, vice-presidente do Segmento de Bicicletas da Abraciclo, esta redução ocorreu porque a maior parte do volume para abastecer as altas demandas puxadas por datas comemorativas importantes, como Dia das Crianças, Black Friday e Natal, foi produzida até agosto e os estoques estavam sendo distribuídos às lojas em setembro. Outro motivo da redução da produção foi o menor número de dias úteis (19) na comparação com agosto, que contou com 23 dias. 

No desempenho do acumulado do ano, as fabricantes de bicicletas continuam a obter bons resultados. De janeiro a setembro, produziram 578.449 unidades, alta de 16% sobre igual período de 2017 (498.469 unidades).

“Este cenário positivo tem se consolidado devido ao crescimento do uso das bicicletas para mobilidade e práticas esportivas e de lazer”, diz Gazola. Além disso, as redes cicloviárias continuam a crescer nos municípios e, desta forma, estimulam o uso das bicicletas em geral. “É importante lembrar que os consumidores buscam cada vez mais os produtos de maior valor agregado, que são exatamente os fabricados no PIM”, comenta o executivo.

Devido ao bom desempenho registrado ao longo do ano, a entidade já havia revisado para cima sua projeção inicial de produção e, agora, espera fabricar 765.000 unidades em 2018, o que representará um crescimento de 15% sobre as 667.363 unidades produzidas no ano passado. A projeção inicial era de uma alta de 9% na produção de 2018, alcançando 727 mil unidades.

Exportações e Importações

As exportações brasileiras de bicicletas totalizaram 1.775 unidades em setembro, volume 15,5% superior ao de agosto (1.537 unidades), porém 43,5% inferior às 3.140 unidades exportadas no mesmo mês de 2017, conforme dados do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC) analisados pela Abraciclo.

No acumulado de janeiro a setembro foram exportadas 9.181 unidades, correspondendo a um crescimento de 16,3% ante o volume de igual período de 2017 (7.891 unidades). Os principais destinos dos produtos foram Paraguai (48,3%), Uruguai (30,6%) e Bolívia (19,2%).

As importações de bicicletas feitas em todo o território nacional chegaram a 6.371 unidades em setembro, correspondendo a redução de 61% na comparação com agosto (16.345 unidades) e de 67,2% diante do volume de setembro de 2017 (19.437 unidades), também de acordo com a análise da Abraciclo sobre os dados do MDIC.

No período de janeiro a setembro, as importações de bicicletas somaram 82.366 unidades e foram 11,2% menores que o volume dos primeiros nove meses de 2017 (92.746 unidades). Estas bicicletas foram fabricadas principalmente na China (82,2%), Taiwan (6,5%) e Camboja (4,5%).

(Redação – Investimentos e Notícias)