Positivo registrou lucro bruto de R$ 131,3 mi no 4T19

  •  
Positivo registrou lucro bruto de R$ 131,3 mi no 4T19 (Foto:Divulgação) Positivo registrou lucro bruto de R$ 131,3 mi no 4T19

A Positivo Tecnologia anunciou os resultados financeiros e operacionais referentes ao 4T19. A Companhia encerrou o 4T19 com dívida líquida de R$ 271,5 milhões. O múltiplo Dívida Líquida/ EBITDA foi de 1,9x, em linha com os períodos anteriores.

Em 2019, a margem das vendas atingiu 11,2% (+2,5 p.p. vs. 2018), refletindo a eficácia da política de margens mínimas estabelecidas pela Companhia para suas operações desde o fim de 2018. A manutenção deste elevado nível de disciplina financeira fez com que a Companhia registrasse volume de unidades vendidas inferior em relação à períodos anteriores, porém garantindo que a remuneração do capital investido na operação esteja adequada e com retornos satisfatórios.

A Companhia registrou lucro bruto de R$ 131,3 milhões no 4T19, acompanhado de margem bruta de 23,6% (- 2,9 p.p.). Em 2019 o lucro bruto foi de R$ 480,1 milhões, com margem bruta de 25,1% (+1,1 p.p.).

No 4T19 as despesas gerais e administrativas totalizaram R$ 32,5 milhões, aumento de 29,1% em relação ao 4T18. Ao excluir despesas com depreciação e amortização, gastos obrigatórios com Pesquisa e Desenvolvimento (P&D) e itens extraordinários, as despesas gerais e administrativas totalizaram R$ 14,3 milhões no período, aumento de 36,6%.

O resultado financeiro do 4T19 ficou negativo em R$ 24,8 milhões, 41,5% melhor em relação ao 4T18. Para o ano de 2019, o resultado financeiro foi negativo em R$ 70,6 milhões, uma piora de 9,1% em relação a 2018, em função principalmente de menor receita financeira com AVP, registro de despesas de arrendamento mercantil dos contratos de aluguel, e carregamento de uma dívida bruta mais elevada ao longo do período.

Foi apurado lucro líquido de R$ 5,3 milhões no 4T19, resultado 5303,2% superior ao 4T18, quando foi apurado prejuízo de R$ 2,6 milhões. No acumulado do ano, apurou-se lucro líquido de R$ 20,8 milhões, enquanto em 2018 o resultado foi um prejuízo líquido de R$ 0,5 milhões (+ 4.269,6%).

No 4T19, o EBITDA Ajustado registrou R$ 35,9 milhões, redução de 23,5% em relação ao 4T18, acompanhado de margem de 6,5% (- 2,4 p.p.). Em 2019 o EBITDA ajustado totalizou R$ 144,0 milhões, com margem de 7,5% (+ 1,5 p.p. vs. 2018).

No 4T19 a dívida líquida apresentou aumento de R$ 9,7 milhões, principalmente em decorrência dos investimentos do período, majoritariamente referentes ao aporte realizado no fundo de investimento em participações da Companhia, veículo para integralização de capital em startups e atendimento à investimentos em P&D.

(Redação - Investimentos e Notícias)