Nordeste registra ligeira alta em fusões e aquisições

  •  
Nordeste registra ligeira alta em fusões e aquisições Foto: Divulgação

A Região Nordeste realizou 19 operações de fusões e aquisições no primeiro semestre deste ano. No mesmo período de 2015, foram concretizadas 16 transações, um aumento de 19%. Os números constam na pesquisa de fusões e aquisições realizada trimestralmente pela KPMG com 43 setores da economia brasileira.

Das 19 operações realizadas este ano, sete aconteceram na Bahia, seis em Pernambuco, três no Maranhão e uma no Ceará, no Piauí e no Rio Grande do Norte. Os setores contemplados foram os seguintes: companhias de serviço (4); hospital e análises clínicas (4); química e farmacêutico (1); companhias de energia (2), educação (1), produtos de engenharia (1), instituição financeira (1); hotel e restaurante (1); óleo e gás (1); embalagem (1), porto e aeroporto (1); telecomunicação e mídia (1). Já com relação ao tipo de transação realizada, sete foram CB1, uma CB3 e uma CB4.

“As transações deste ano e do ano passado são, de maneira geral, resultantes de oportunidades que investidores, principalmente estrangeiros, visualizaram pela desvalorização do real ou por dificuldades financeiras que empresas estavam atravessando. Com a possibilidade da melhora da previsibilidade do cenário político e uma retomada econômica para o próximo ano, as aquisições deverão ser puxadas principalmente por análises estratégicas de crescimento regional ou de ampliação do portifólio de produtos e serviços”, analisa o diretor da KPMG, Paulo Siqueira.

Legenda:

Transações Domésticas: entre empresas de capital brasileiro

CB1: Empresa de capital majoritário estrangeiro adquirindo, de brasileiros, capital de empresa estabelecida no Brasil.

CB2: Empresa de capital majoritário brasileiro adquirindo, de estrangeiros, capital de empresa estabelecida no exterior.

CB3: Empresa de capital majoritário brasileiro adquirindo, de estrangeiros, capital de empresa estabelecida no Brasil.

CB4: Empresa de capital majoritário estrangeiro adquirindo, de estrangeiros, capital de empresa estabelecida no Brasil.

CB5: Empresa de capital majoritário estrangeiro adquirindo, de brasileiros, capital de empresa estabelecida no exterior.

(Redação - Agência IN)