Minerva registra receita líquida de R$ 2,33 bi no 1T16

  •  
Receitas líquidas no 1T16 e dos últimos 12 meses batem recorde e registram R$ 2,33 bilhões (alta de 8,4% sobre 1T15) e R$ 9,7 bilhões (alta de 25,3% sobre os últimos 12 meses) Foto: Divulgação Receitas líquidas no 1T16 e dos últimos 12 meses batem recorde e registram R$ 2,33 bilhões (alta de 8,4% sobre 1T15) e R$ 9,7 bilhões (alta de 25,3% sobre os últimos 12 meses)

A Minerva Foods (Minerva S.A. – BM&FBOVESPA: BEEF3 | OTCQX:MRVSY), uma das líderes na América do Sul na produção e comercialização de carne in natura, gado vivo e seus derivados, também atuando no setor de processamento de carne bovina, suína e de aves, anuncia os resultados referentes ao primeiro trimestre de 2016 (1T16).

Entre os destaques, a receita líquida foi de R$ 2,33 bilhões, um recorde para o período, com alta de 8,4% sobre o 1T15; no acumulado dos últimos 12 meses, a receita líquida atingiu R$ 9,7 bilhões (25,3% superior ao acumulado do mesmo período de 2015). Outros destaques são o fluxo de caixa livre positivo de R$ 39,9 milhões no 1T16 e de R$ 170,2 milhões nos últimos 12 meses; EBITDA de R$ 251,6 milhões (33,6% superior ao do 1T15); margem EBITDA 10,8% acima da registrada no 1T15 (recorde histórico para o período); EBITDA recorde dos últimos 12 meses com total de R$ 1,08 bilhão (38,9% acima do acumulado do mesmo período de 2015), com margem 11,3%, também superior à registrada em 2015; lucro líquido de R$ 46,3 milhões; e Retorno sobre o Capital Investido (ROIC) de 27,7%, mantendo a Minerva como referência no setor.

No primeiro trimestre, outro importante destaque foi a conclusão do processo de aumento de capital privado, quando a companhia recebeu os recursos provenientes do acordo de investimentos com a SALIC, subsidiária do fundo soberano da Arábia Saudita, da ordem de R$ 746 milhões. Esta operação, anunciada em dezembro último, foi um dos fatores que contribuíram para a empresa registrar uma posição de caixa de R$ 3,4 bilhões ao final do 1T16, cerca de duas vezes superior aos vencimentos de curto prazo, além de permitir à Minerva que aumente ainda mais seu acesso aos mercados do Oriente Médio, uma região com alto potencial de demanda; a assembleia geral extraordinária que homologou o aumento de capital da companhia foi realizada em 11 de abril. Outro ponto do período que teve influência positiva desta operação foi que a alavancagem financeira dos últimos 12 meses (medida pelo índice dívida líquida / EBITDA dos últimos 12 meses) ficou em 2,9 vezes, um valor 1,2 vez inferior à alavancagem registrada ao final do 4T15, que foi de 4,1 vezes.

Vale citar ainda o excelente desempenho da companhia no mercado externo. No 1T16, as exportações foram responsáveis por 69% da receita consolidada, sendo que as vendas de carne in natura para exportação cresceram 23,6% em relação ao 1T15. No caso da Divisão Carnes, destaque para o contínuo processo de consolidação das aquisições realizadas em 2015, para o fortalecimento do Dólar em relação ao Real (influência positiva na rentabilidade das exportações), e para o foco no aumento da eficiência dos canais de distribuição. E, no mercado interno, as vendas permaneceram estáveis, apesar do momento econômico adverso, que registra alta da inflação e do desemprego e consequente queda no poder de compra do consumidor.

A respeito dos resultados positivos do primeiro trimestre, o presidente da Minerva, Fernando Galletti de Queiroz, ressalta o fato de o período ter apresentado um cenário positivo para as empresas exportadoras de carne bovina baseadas na América do Sul. “O contínuo desequilíbrio entre a oferta mundial de carne bovina, reforçado principalmente pela redução de mais de 17% no volume das exportações da Austrália nos três primeiros meses do ano, e a crescente demanda internacional têm revelado excelentes oportunidades comerciais para os produtores bem posicionados, a exemplo do Brasil, que aumentou em 24% o volume das exportações em relação ao primeiro trimestre do ano passado”, comenta o executivo.

Perspectivas positivas no mercado internacional
Com excelentes resultados, a Minerva mantém o otimismo com as perspectivas para o setor. Por um lado, a companhia destaca o cenário do mercado internacional com alta demanda para a carne bovina e, por outro, os seus diferenciais competitivos ao possuir operações estrategicamente diversificadas na América do Sul.

(Redação - Agência IN)