Metalife registra 28% de crescimento na geração de caixa

  •  
Metalife registra 28% de crescimento na geração de caixa Foto: Divulgação Metalife registra 28% de crescimento na geração de caixa

O Pilates já foi considerado uma prática elitizada. No entanto, a modalidade, cada vez mais, ganha adeptos de todas as idades, gêneros e aptidões físicas. Esse crescimento fez com que a Metalife, empresa líder no mercado de equipamentos para a atividade física, registrasse um crescimento na geração de caixa (EBITDA) de 28% apenas no primeiro trimestre deste ano, comparado ao mesmo período em 2017.

'Cada vez mais próximo e aliado à prática esportiva, tanto para quem pratica eventualmente, quanto aos atletas de alto rendimento, o Pilates vem aumentando a percepção de sua importância e dos seus benefícios. Além disso, montar uma clínica ou um estúdio bem equipado, requer um investimento baixo e ainda financiado', comenta Rogério Flores, Diretor da Metalife.

Por conta desta expansão e crescimento, a empresa conta com metas ousadas para 2018, entre elas, aumentar o faturamento em, pelo menos, 25% a mais que o ano passado. 'Até o fim de 2018, a Metalife deverá ampliar negócios no exterior. Mercados como México e Estados Unidos, além de alguns países da Europa, já se mostraram interessados. Acreditamos que o Pilates será ainda mais fortalecido em 2019', conta Rogério Flores que, recentemente, reformulou um de seus carros-chefes, o Metalife Studio, um sistema de licenciamento da marca.

O Brasil, atualmente, é um dos maiores mercados de Pilates do mundo. O tamanho desse mercado demanda um aperfeiçoamento constante no aporte de equipamentos e tecnologias. 'A Metalife destina 5% do seu faturamento anual em Pesquisa & Desenvolvimento. Em 2017, lançamos a linha Wave Premium durante a IHRSA Fitness Brasil. A novidade atraiu a atenção pelo design moderno e pela tecnologia empregada', concluiu Rogério.

A Metalife também conta com programas de sustentabilidade. A empresa trabalha com madeiras de reflorestamento vindas de fornecedores certificados, além de contar com três centros de usinagens CNC (Computer Numeric Control), que garantem coordenadas eletrônicas com precisão absoluta aos equipamentos.

(Redação - Investimentos e Notícias)