Malaka consagra jovens empreendedores e aquece o mercado de eventos do Rio de Janeiro

  •  
Leonardo Seródio, César Lima, Leonardo Zonenschen e Pedro Ramalho Foto: Patrick Sister Leonardo Seródio, César Lima, Leonardo Zonenschen e Pedro Ramalho

Em sua 30ª edição e seis anos de história, a festa envolve 200 profissionais. ‘Empreender é a única forma de fugir da crise’, diz Leonardo Zonenschein, um dos sócios do projeto.

Uma nova edição da Festa Malaka – que acontece no dia 22 de julho, no Pier Mauá, região portuária do Rio de Janeiro – festeja não só os seis anos de história do evento, mas também o sucesso de jovens empresários que, de forma despretensiosa, descobriram um novo negócio e também uma fórmula para fugir de qualquer crise econômica: o empreendedorismo. O evento, que surgiu em 2012 no Bar da Rampa, em Botafogo, já vendeu mais de 80 mil ingressos em suas trinta edições, e envolve atualmente cerca de 200 profissionais no projeto. Uma iniciativa que aquece a economia da noite carioca com a mesma qualidade e entrega de grandes produções.

"A Malaka surgiu de forma despretensiosa, como uma festa de aniversário para um dos nossos amigos, onde a ideia era que os ingressos vendidos bancassem apenas os custos do evento. Um foi chamando o outro e fomos surpreendidos com a casa cheia. Hoje nos preparamos por cerca de quatro meses para realizar cada edição e alcançamos uma estrutura para receber até três mil pessoas. Não tem como negar, nossa maior satisfação e motivação para continuar este evento é quando olhamos para o público e percebemos que fomos capazes de tirar milhares de pessoas de suas casas. É gratificante promover encontros, gerar diversão para as pessoas e ajudar a promover Djs talentosos. Ficamos também entusiasmados em, de certa forma, empregar 200 pessoas em só noite", conta Leonardo Zonenschein, que ao lado de César Lima , Leonardo Seródio e Pedro Ramalho forma o time de sócios do projeto.

Acompanhando o ritmo dos apaixonados pela noite do Rio, a Malaka também vem atualizada para festejar sua 30ª edição, tendo como principal característica de sua renovação uma nova logomarca, definida pelos sócios como ‘mais madura’, mas sem perder o ‘estilo malaka de ser.’ Ainda como novidade para o dia 22 de julho está sua nova cenografia, e os shows de MC Maneirinho, e Furacão 2000, além do já conhecido time de DJs: Tucho, Carol Emerick e Brazza Squad e Pathy de Jesus.

Produção de qualidade, cenografia detalhada e custo de R$250 mil
Para Cesar Lima, a renovação e a entrega de qualidade do evento são os pontos-chave para que o projeto não se perca e também não seja afetado por uma crise financeira.

"Hoje motivar o público a comprar ingressos de forma antecipada é um desafio grande. Para viabilizar a venda de ingressos antecipadas, o que ajuda a bancar os custos do evento, precisamos criar vantagens para esses compradores. Despertamos o desejo das pessoas em garantir acesso a festa, fazemos parcerias com outras marcas para gerar promoções e limitamos os lotes mais baratos. Nesta edição preparamos uma estrutura de ambientação e cenografia em um patamar muito mais elevado, contratamos uma empresa que já assinou projetos como o ‘Premio Extra de Televisão’, ‘Festa Multishow’, ‘Anima Mundi’, entre outros. Queremos sempre estar à frente, entregar o melhor possível para o público”, ressalta ele, confidenciando que apenas uma das edições, nos seis anos de história não deu lucro: “Um evento do porte da Malaka tem o custo de produção de R$250 mil, que é um investimento dos sócios, apenas com a parceria em produtos com empresas, principalmente com a indústria de bebidas.”

Malaka1 IHateFlash

Como dica para novos empreendedores, Cesar completa: "O time da Malaka tem essa veia de empreender. Os sócios também são envolvidos com outros projetos como produtora de vídeo, indústria têxtil, um bar, ou outros eventos. O maior segredo, se eu puder dar uma dica para alguém, é não criar uma festa com a intenção de ganhar dinheiro apenas, mas sim de entregar a melhor qualidade possível. Faça a melhor estrutura, melhor qualidade de som, admire o seu evento antes de mais nada."

Detalhes da cenografia:
O cenógrafo responsável pelo projeto, Douglas Nogueira, da VamoQvamo, dá mais alguns detalhes: “A proposta da cenografia é impactar os convidados logo na entrada com um portal de aproximadamente 4 metros de altura com a logo da festa. Estamos dentro de um armazém com 3mil metros quadros e para isso decidimos focar no palco da festa. O palco foi posicionado no final do armazém ocupando quase toda a extensão do local e podendo ser visto de todos os pontos. Com dois painéis de LED laterais de mais de 10 metros cada, o palco se destaca pela grande escultura da Logo do evento que também abrigará os DJs a mais de 6 metros de altura”.

 

SERVIÇO – Festa Malaka
Data: 22/07/17 (sábado)
Horário: 22h – 06h00
Local: Píer Mauá – Avenida Rodrigues Alves, 20 – Praça Mauá – Rio de Janeiro
Capacidade: 2.000 pessoas
Ingressos: R$ 60 a R$ 180
Classificação etária: 18 anos
Contato: Píer Mauá – (21) 3195-8000

Para mais informações sobre a Festa Malaka
www.instagram.com/festamalaka
www.facebook.com/festamalaka

(Redação - Agência IN)