Maioria do petróleo exportado ilegalmente passa pela Turquia

  •  
Maioria do petróleo exportado ilegalmente passa pela Turquia Foto: Divulgação Maioria do petróleo exportado ilegalmente passa pela Turquia

A maioria do petróleo exportado ilegalmente pelo grupo Estado Islâmico (EI) passa pela Turquia, afirmou nesta segunda-feira o primeiro-ministro iraquiano, unindo-se, assim, à lista de países que acusam Ancara de colaborar no financiamento da organização jihadista.

Durante uma reunião com o ministro alemão de Assuntos Exteriores, Haider al Abadi apontou "a importância de frear o contrabando de petróleo dos grupos terroristas (do EI), cuja grande maioria é exportada ilegalmente através da Turquia", segundo um comunicado.

As relações entre Bagdá e Ancara melhoraram desde a chegada ao poder de Abadi, em 2014, mas algumas tensões continuam entre as duas capitais, em especial sobre o conflito sírio, e mais recentemente sobre a mobilização de tropas turcas no norte do Iraque.

A acusação de Abadi ocorre ao mesmo tempo em que vários países acusam a Turquia de estar envolvida no tráfico de petróleo com o EI, que no ano passado tomou o controle de grandes extensões de território no Iraque e na vizinha Síria.

A Rússia acusa há vários dias a Turquia de se beneficiar do contrabando de petróleo proveniente dos jihadistas, acusando inclusive diretamente o presidente Recep Tayyip Erdogan, que classificou tudo como mentiras.

O presidente turco também afirmou ter advertido seu colega iraniano, Hassan Rohani, após o surgimento de acusações similares em alguns meios de comunicação iranianos.

Segundo o secretário do Conselho de Discernimento iraniano, Mohsen Rezaie, conselheiros militares iranianos presentes na Síria e no Iraque possuem imagens de caminhões do EI dirigindo-se à Turquia. As informações são da AFP.

(Redação - Agência IN)