Luis Alberto Moreno é reeleito presidente do BID

  •  
Luis Alberto Moreno é reeleito presidente do BID Foto: Divulgação Luis Alberto Moreno é reeleito presidente do BID

A Assembleia de Governadores do Banco Interamericano de Desenvolvimento, reunida hoje em Washington, reelegeu a Luis Alberto Moreno como presidente do BID. Seu novo mandato começará no dia 01 de outubro de 2015.

Fundado em 1959, o BID é uma das principais fontes de financiamento de longo prazo para o desenvolvimento econômico, social e institucional da América Latina e o Caribe. A Assembleia de Governadores, instância máxima do BID, é composta por ministros de fazenda, de planejamento, de bancos centrais e outros funcionários e alto escalão de seus 48 países membros.

Moreno, cidadão colombiano é o quarto presidente na história do BID. Seus antecessores foram o chileno Felipe Herrera (1960-1971), o mexicano Antonio Ortiz Mena (1971-1988) e o uruguaio Enrique V. Iglesias (1988 – 2005).

Os primeiros dois mandatos de Moreno se caracterizaram por reformas para agilizar as operações, aumentar a eficiência e avaliar o impacto de desenvolvimento do BID. Sob sua gestão foram desenvolvidas iniciativas em áreas como mudança climática, energia renovável, segurança cidadã e o acesso às tecnologias digitais. Ainda se constituíram numerosas parcerias estratégicas com entidades públicas e privadas.

Moreno também liderou uma profunda reorganização que reforçou a presença do BID em seus 26 países membros mutuários, concluiu um programa de perdão de dívida para as nações mais vulneráveis e negociou a maior ampliação de capital na história do Banco.

Em um discurso onde agradeceu aos governadores pelo voto de confiança que simboliza sua reeleição, Moreno afirmou que os três eixos de seu terceiro mandato serão a defesa da sustentabilidade ambiental e social, a promoção do conhecimento aberto como chave da inovação e o aprofundamento das atividades com o setor privado.

“A determinação de consolidar o trabalho que o Grupo BID faz [com o setor privado] na Corporação Interamericana de Investimentos foi o resultado de um processo de mais de 15 anos, com o qual se inicia uma etapa de grandes oportunidades”, disse Moreno.

“Contar com uma entidade especializada e adequadamente capitalizada será uma ferramenta chave para o avanço regional”, acrescentou. “O objetivo que temos é ser mais efetivos e ao mesmo tempo criar uma cultura institucional que se destaque por ser ágil, flexível, seletiva e estratégica nas intervenções que apoia.”

Como presidente do BID, Moreno também lidera a Diretoria Executiva da Corporação Interamericana de Investimentos (CII) e o Comitê de Doadores do Fundo Multilateral de Investimentos (FUMIN).

(Redação - Agência IN)