Lucro Líquido da Pague Menos cresce 342% no 3T20

  •  
Lucro Líquido da Pague Menos cresce 342% no 3T20 Foto: Divulgação

A Pague Menos, que realizou seu IPO na B3 no dia 2 de setembro, anunciou que seu lucro líquido atingiu R$ 40,2 milhões no 3T20, revertendo o prejuízo de 9,2 milhões no 3T19. Quando comparado com 2T20 (lucro de R$ 9,1 milhões), a empresa apresentou um crescimento de 342%. O EBITDA do período foi de R$ 149,5 milhões, que representa margem de 7,9% e crescimento de 22% sobre o mesmo trimestre do ano passado.

O fortalecimento da plataforma omnichannel, que une e-commerce, redes sociais, central de televendas, lojas físicas e plataforma de conteúdo, também é um dos principais focos da Pague Menos e tem permitido que a rede oferte produtos e serviços de saúde aos clientes de forma mais integrada, onde e quando quiserem, dando ainda mais capilaridade ao negócio. No 3T20, as vendas dos canais digitais representaram 5,3% das vendas totais. Em praças onde o e-commerce está em estágio mais maduro, como São Paulo, a penetração do Digital sobre a venda total foi de aproximadamente 16%. Em apenas um ano, a representatividade do e-commerce no negócio triplicou de tamanho.

Com 1.105 lojas, a Pague Menos é hoje a única rede do varejo farmacêutico com presença nacional, em todos os estados do Brasil. Na comparação do desempenho pelo critério “mesmas lojas”, a Pague Menos atingiu 11,0% de crescimento no 3T20. Dentro desse universo, as “lojas maduras” apresentaram um crescimento de 9,8%, um recorde na história recente da Companhia. A venda média mensal por loja atingiu R$ 574 mil, representando um aumento de 13,4% na comparação com o terceiro trimestre de 2019. No 3T20, o ticket médio apresentou um crescimento significativo de 23,7%, se comparado com o mesmo trimestre do ano passado.

(Redação - Investimentos e Notícias)