Lucro líquido da MAPFRE cresce 7,5% no 1T17

  •  
Lucro líquido da MAPFRE cresce 7,5% no 1T17 (Foto: Divulgação) Lucro líquido da MAPFRE cresce 7,5% no 1T17

A MAPFRE obteve no Brasil um volume de prêmios de R$ 4,2 bilhões (1,3 bilhão de euros) no primeiro trimestre de 2017, que representa 4,7% de crescimento em moeda local o que garante ao Brasil a manutenção na segunda posição de receitas entre os países que compõem o Grupo.

Merece destaque especial a evolução do negócio de Seguros Gerais, com um volume de prêmios de R$ 1,6 bilhão (485 milhões de euros), de Vida, R$ 1,2 bilhão (365 milhões de euros), e Autos, R$ 1,1 bilhão (352 milhões de euros). Houve uma melhora de 1,6 ponto percentual do índice combinado, que está em 98,5%.

Esta melhora foi fortemente influenciada pela carteira de Seguros de Agronegócio, uma vez que em 2017 não ocorreram eventos climáticos de grandes proporções diferente do ocorrido em 2016.

O resultado atribuído totalizou R$ 90,2 milhões (27 milhões de euros), 21,8% menor que o primeiro trimestre de 2016, impactado principalmente pelo aumento da sinistralidade de Automóvel em 1,4%, Transportes em 10,8% e pela redução do resultado financeiro em 12,8%.

Segundo o CEO da MAPFRE no Brasil, Wilson Toneto, “o crescimento de 4,7%, sobre o primeiro trimestre de 2016, decorre principalmente dos Seguros de Agronegócio e Riscos Industriais, que tiveram um crescimento de 48,2% e 44,4%, respectivamente. O Seguro de Agronegócio foi impulsionado pela consciência do agricultor sobre a importância do produto, e pelo custeio antecipado. Quanto a Riscos Industriais, o desempenho decorre dos programas plurianuais de grandes empresas”, afirma Toneto. “De maneira geral, o Grupo no Brasil segue investindo fortemente em projetos de eficiência operacional, aprimoramento dos serviços a nossos clientes e distribuidores, e na melhora da subscrição dos riscos e já observa melhoras na tendência dos resultados e projeta encerrar o semestre com crescimento nos resultados”, conclui o CEO.

Mundo

O lucro líquido da MAPFRE durante o período aumentou 7,5%, atingindo 206 milhões de euros, marcado pelo bom comportamento de seus três mercados principais (Espanha, Brasil e Estados Unidos) que junto a MAPFRE RE, seguem impulsionando o crescimento do negócio. A receita do Grupo foi de 7,9 bilhões de euros, cifra que representa um aumento de 8,1% em relação ao ano anterior, e os prêmios registraram um aumento de 9,2%, chegando a um total de 6,7 bilhões de euros.

O patrimônio líquido ficou em 11,2 bilhões de euros, um aumento de 7,2% em relação ao ano anterior. E os ativos totais subiram 6,6%, situando-se em 69,7 bilhões de euros.

(Redação – Agência IN)