Liberações do BNDES para micro, pequenas e médias empresas atingem 41,5% dos desembolsos em 2017

  •  
Liberações do BNDES para micro, pequenas e médias empresas atingem 41,5% dos desembolsos em 2017 Foto: Divulgação Liberações do BNDES para micro, pequenas e médias empresas atingem 41,5% dos desembolsos em 2017

Os desembolsos do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social tiveram 41,5% de participação de micro, pequenas e médias empresas, entre janeiro e setembro 2017. O setor agropecuário e o programa BNDES Giro foram o destaque do desempenho nestes primeiros nove meses do ano, para o segmento.

A linha de financiamento BNDES Giro alcançou a marca de R$ 5 bilhões em 2017, alta de 289% em relação ao mesmo período do ano passado. No acumulado em 12 meses, a linha criada para suprir a carência de capital de giro das empresas desembolsou R$ 6,4 bilhões, volume 226% maior que nos 12 meses entre setembro de 2015 e agosto de 2016.

Regional – O Nordeste aparece com destaque na distribuição regional dos recursos liberados pelo BNDES em 2017, com crescimento de 19% em desembolsos que alcançaram R$ 9,4 bilhões. A queda nos desembolsos foi menor no Centro-Oeste (-1%) e Norte (-10%), e mais relevante no Sudeste (-35%) e Sul (-20%).

Dados agregados – Os números agregados mostram sinais de recuperação da demanda por crédito a partir da redução da diferença, comparados 2017 e 2016, nas etapas iniciais do processo de concessão de crédito.

As consultas são a primeira fase de análise do crédito e podem ser observadas como um indicador da demanda por financiamentos. Entre janeiro e setembro de 2017, as consultas ao BNDES alcançaram o valor de R$ 75 bilhões, o que representa 12% menos que nos primeiros nove meses de 2016. Considerados os últimos 12 meses, foram registrados R$ 100 bilhões em consultas, valor 14% menor que o de um ano antes.

Os enquadramentos de operações do BNDES — que são a fase de acolhimento dos pedidos de financiamento e que refletem uma perspectiva de futuro para o desempenho do Banco — alcançaram o valor de R$ 66,6 bilhões, entre janeiro e setembro de 2017, ficando apenas 9% menor que o mesmo período de 2016. Somente no mês de setembro, foram enquadrados R$ 8 bilhões em pedidos de financiamento. Nos últimos 12 meses, os enquadramentos somaram R$ 92 bilhões, valor 18% menor que o registrado entre outubro de 2015 e setembro de 2016.

O BNDES registrou R$ 50 bilhões tanto em aprovações quanto em desembolsos entre janeiro e setembro 2017, recuo de 12% e 20%, respectivamente, quando comparados com mesmo período do ano anterior. Nos últimos 12 meses, as aprovações registraram R$ 72,4 bilhões (-21%) e os desembolsos R$ 76 bilhões (-27%).

Setorial - Entre os setores, Agropecuária mantém o bom desempenho com R$ 10,4 bilhões em desembolsos em 2017, crescimento de 9% em comparação aos nove primeiros meses de 2016. No acumulado de 12 meses, o crescimento é de 14% com desembolsos de R$ 14,8 bilhões. O setor de Infraestrutura apresentou crescimento de 37% em aprovações, atingindo R$ 19,8 bilhões entre janeiro e setembro de 2017, com destaque para Energia Elétrica, com R$ 12,2 bilhões. Em desembolsos, foram R$ 18 bilhões liberados este ano para Infraestrutura, mantendo-se estável na comparação com o mesmo período em 2016.

(Redação - Agência IN)