IPO 2019: Próximo ano reserva muitas empresas para as Bolsas de Valores

  •  
IPO 2019 Foto: Divulgação IPO 2019

Em 2019 as IPOs podem chegar a todo vapor!

O que é IPO? - sigla em inglês que refere-se à oferta pública inicial de ações – éum processo dentro do mercado
financeiro no qual uma empresa passa a ser de capital aberto e negocia pela primeira vez suas ações na Bolsa de Valores.

A expectativa é que já no começo do ano, as Bolsas de todo o mundo deem as boas-vindas para muitas empresas.

No Brasil, por exemplo, as companhias Agibank, Banco BMG e Tivit e MRV Logística (antiga MRV Engenharia) poderão confirmar presença ainda nos primeiros meses de 2019. Já as empresas Blau Farmacêutica, o Grupo SBF (dono da marca Centauro), a Dass Nordeste Calçados e Artigos Esportivos, a JHSF Malls, o Grupo Almeida Junior e a Ri Happy também devem disponibilizar seus papéis no pregão até o mês de junho.

Segundo a Bolsa de Valores de São Paulo, o volume estimado para as IPO até o fim de 2019 está na casa dos R$ 130 bilhões.

IPO Estados Unidos

Enquanto isso, no cenário externo, algumas importantes empresas também buscam abrir capital. A Uber é uma delas, e tem chamado a atenção do mercado de capitais, com pretensões de negociar seus papéis a partir de março, na Bolsa dos Estados Unidos.

Além do aplicativo de transporte, a Lyft é outra companhia que caminha no mesmo sentido. A empresa é uma certa “concorrente” da Uber, mas com um porte menor, atuando nos EUA e no Canadá. A marca espera ser avaliada entre US$ 20 bilhões e US$ 30 bilhões em sua IPO.

Outras empresas que disputam um lugar na Bolsa de Nova York são: Cornerstone Management (CSCA), NGM BiopharmaceuticalsInc (NGM), ArogPharmaceuticalsInc (AROG), Samoyed Holding Ltd (SMY), Revolve GroupInc (RVLV), Enven Energy Corp (ENVN), CaliburnInternationalCorp (CLBR), The Parking REIT Inc (PARK), New Fortress Energy LLC (NFE) e Ardent Health PartnersInc (ARDT), todas com previsões de entrada para março de 2019.

A XP Investimentos é outro forte nome para o mercado de ações norte-americano. A companhia está avaliando uma oferta pública inicial no índice Nasdaq e, ao que tudo indica, a empresa de private equity General Atlantic (GA), uma acionista da XP Investimentos, está pressionando-a para que seus papéis sejam negociados no próximo ano.

A empresa de tecnologia e análise de dados Neoway também começou a se preparar para uma oferta no próximo ano. A companhia iniciou conversas com a Morgan Stanley, a Goldman Sachs e a Brasil Plural e pretende dar um salto arriscado, com uma IPO com dupla listagem na Nasdaq e na B3.

Outros mercados

Já no mercado chinês, a maior mineradora de Bitcoin do mundo, Bitmain, entrou com processo de IPO na Bolsa de Hong Kong.

A empresa pode levar vantagens devido ao seu domínio no setor de mineração. No entanto, há rumores de que a companhia não continue a ter tanta rentabilidade, visto que o mercado tem trabalhado em baixa após o boom dos criptoativos, no ano passado. Prova disso, foi o primeiro bimestre de 2018, que fez a Bitmain amargar um recuo de mais de 15% na receita gerada por suas operações de mineração.

O mercado de Londres é outro que espera boas novas para 2019. Isso porque, a fabricante de carros esportivos de luxo Aston Martin informou que também pretende abrir seu capital.

A famosa marca britânica poderá ver sua empresa valer 5 bilhões de libras, o equivalente a US$ 6,4 bilhões, caso a operação se confirme.

A possível entrada da Aston na Bolsa londrina deverá carregar o título de maior operação do setor automotivo. Até o momento, quem ocupa o posto é a italiana Ferrari, que tem suas ações listadas na Bolsa de Milão desde 2016.

Veja as últimas notícias sobre o processo de IPO de outras empresas:
· IPO agibank
· IPO stone
· IPO Uber
· IPO Brasil

(Redação - Investimentos e Notícias)