IAEmp avançou 5,0% em outubro

  •  
IAEmp avançou 5,0% em outubro (Foto: Divulgação) IAEmp avançou 5,0% em outubro

O Indicador Antecedente de Emprego (IAEmp), da Fundação Getulio Vargas, avançou 5,0% em outubro, alcançando 65,1 pontos. Em médias móveis trimestrais, o indicador continua em queda (-0,3%), mostrando que ainda é cedo para se interpretar como uma inversão de tendência a alta do indicador em outubro.

Pelo segundo mês consecutivo, o Indicador Coincidente de Desemprego (ICD) apresentou crescimento ao variar 5,4%, em outubro. Com isso, o indicador atingiu 97,6 pontos, o maior nível da série desde março de 2007 (98,1 pontos)[1], que sinaliza o contínuo aumento da taxa de desemprego.

“A melhora do IAEmp em outubro deve ser interpretada com cuidado, pois não há evidências de uma retomada das contratações, mas, provavelmente, de uma estabilização do emprego para o mês corrente. Já a acentuada alta do ICD reflete a deterioração rápida e contínua do desemprego, puxado principalmente pela piora na percepção do mercado de trabalho de consumidores de famílias pobres e ricas, o que pode indicar elevada dificuldade em se obter uma vaga de trabalho”, afirma Rodrigo Leandro de Moura, pesquisador da FGV/IBRE.

(Redação – Agência IN)