Groupe PSA fecha 2018 com faturamento de € 74 bi

  •  
Groupe PSA fecha 2018 com faturamento de € 74 bi Foto: Divulgação

O Groupe PSA anunciou hoje, 26, que 2018 foi um ano histórico para a companhia, graças ao nível recorde em faturamento, volume de vendas, resultado operacional corrente e lucro líquido.

Alguns destaques:

• 6,8% de aumento nas vendas do Grupo, alcançando 3,88 milhões de veículos

• 18,9% de crescimento do faturamento do Grupo, chegando a € 74 bilhões[1]

• 8,4% de margem operacional corrente[2] da Divisão Automotiva da PCD [3]

• 4,7% de margem operacional corrente da Divisão Automotiva da OV[4]

• 7,7% de margem operacional corrente do Grupo, chegando a € 5,689 bilhões

• 40,4% de aumento do lucro líquido, atingindo € 3,295 bilhões

• € 3,501 bilhões de fluxo de caixa livre[5] do Grupo, dos quais € 1,357 bilhão da OV

Carlos Tavares, Presidente Mundial do Groupe PSA, afirmou: 'A Peugeot Citroën DS teve um progresso significativo pelo quinto ano seguido e está fechando a primeira fase do plano estratégico 'Push to Pass' com resultados excepcionais. Isso demonstra a habilidade do nosso Grupo de entregar um crescimento rentável e recorrente. A Opel Vauxhall colocou as fundações para um futuro sustentável com o plano 'PACE! ' e está ansiosa por mostrar um potencial ainda maior. Agora estamos entrando na segunda fase do plano 'Push to Pass' com confiança, em um contexto com ventos contrários ainda mais fortes. Não há dúvidas de que nossa abordagem ágil, focada no cliente e socialmente responsável, fará a diferença'.

Dividendos de € 0,78 por ação serão submetidos para aprovação na próxima Assembleia Geral dos Acionistas.

O faturamento do Grupo alcançou € 74,027 bilhões em 2018, um aumento de 18,9% se comparado a 2017 e de 23,3%[6] a taxas de câmbio e perímetro constantes de 2015. O faturamento da Divisão Automotiva PCD chegou a € 43,027 bilhões, um aumento de 5,6% versus 2017, principalmente devido ao mix de produtos (+4,0%), bem como devido ao mix de volume e país (+1,2%), vendas a parceiros (+1,7%) e preço (+1,3%), compensando o impacto negativo das taxas de câmbio (-2,7%). O faturamento da Divisão Automotiva da OV chegou a € 18,306 bilhões em 2018, comparado a € 7,238 bilhões nos cinco últimos meses de 2017 1.

O resultado operacional corrente do Grupo foi de € 5,689 milhões, um aumento de 43%, com o resultado operacional corrente da PCD Automotiva crescendo 21,9% e alcançando € 3,617 bilhões. Esse nível recorde de rentabilidade de 8,4% foi alcançado apesar de grandes dificuldades nas taxas de câmbio e de aumentos de custos de matérias-primas, graças a um mix de produtos e condições de preço positivos, bem como devido a maiores reduções de custos. O resultado operacional corrente da OV Automotiva foi positivo em € 859 milhões em 2018, comparado a uma perda de € 179 milhões nos cinco últimos meses de 20171.

A margem operacional corrente do Grupo ficou em 7,7%, um aumento de 1,3 pp versus 2017.

As receitas e despesas operacionais não correntes do Grupo tiveram um impacto negativo de € 1,289 bilhão, comparadas a € 904 milhões em 2017.

As despesas financeiras líquidas do Grupo aumentaram para € 446 milhões, em comparação com € 238 milhões em 2017.

O lucro líquido consolidado atingiu € 3,295 bilhões, um aumento de € 948 milhões em comparação a 2017. O lucro líquido referente aos acionistas controladores chegou a € 2,827 bilhões, comparado a € 1,924 bilhão em 2017.

O Banco PSA Finance reportou um lucro operacional corrente de € 939 milhões[7], um aumento de 48,6%.

O lucro operacional corrente da Faurecia foi de € 1,263 bilhão, um crescimento de 9,3%.

O fluxo de caixa livre das atividades industriais e comerciais foi de € 3,501 bilhões, dos quais € 1,357 bilhão da OV.

Os estoques totais da PCD, incluindo concessionários independentes e importadores, ficou em 485 mil veículos em 31 de dezembro de 2018, um aumento de 40 mil unidades versus o final de 2017. Os estoques totais da OV, incluindo concessionários independentes, ficou em 195 mil veículos em 31 de dezembro de 2018, uma queda de 32 mil unidades desde o fim de 2017.

A posição financeira líquida das atividades industriais e comerciais foi de € 9,098 bilhões em 31 de dezembro de 2018, comparada a € 6,194 bilhões em 31 de dezembro de 2017.

Dividendos de € 0,78 por ação serão submetidos para aprovação na próxima Assembleia Geral de Acionistas, com uma data ex-div em 2 de maio de 2019, e data de pagamento em 6 de maio de 2019.

Perspectivas do Mercado: em 2019, o Grupo prevê um mercado automotivo estável na Europa, uma queda de 1% no mercado da América Latina e de 3% na China e um crescimento de 5% na Rússia.

Tendo excedido as metas iniciais do plano 'Push to Pass' para o período 2016-2018, o Groupe PSA coloca as seguintes novas metas para o período 2019-2021 (incluindo Opel Vauxhall):

- Entregar acima de 4,5% de margem operacional corrente média na Divisão Automotiva[8] no período 2019-2021.

O Groupe PSA anuncia também uma nova política de dividendos para 2019-2021, com um 'pay out ratio' elevado para 28% a partir do ano fiscal de 2019.

Calendário Financeiro

25 de abril de 2019: faturamento do primeiro trimestre de 2019

25 de abril de 2019: Assembleia Geral dos Acionistas

24 de julho de 2019: resultados semestrais de 2019

23 de outubro de 2019: faturamento do terceiro trimestre de 2019

As demonstrações contábeis consolidadas do Groupe PSA para o ano terminado em 31 de dezembro de 2018 foram aprovadas pelo 'Managing Board' em 18 de fevereiro de 2019 e revisadas pelo 'Supervisory Board' em 25 de fevereiro de 2019. Os auditores estatutários do Grupo completaram sua auditoria e estão atualmente publicando seu relatório sobre os balanços financeiros consolidados. O relatório sobre os resultados anuais e a apresentação dos resultados de 2018 podem ser consultados no website do Grupo (www.groupe-psa.com), na seção 'Finanças'.

[1] O faturamento do Grupo inclui a OV desde 1o de agosto de 2017

[2] Lucro operacional corrente em relação ao faturamento

[3] PCD (perímetro Peugeot, Citroën, DS)

[4] OV (perímetro Opel, Vauxhall)

[5] Atividades industriais e comerciais

[6] Versus 2015 a taxas de câmbio e perímetro constantes de 2015 (excluindo a OV)

[7] 100% do resultado do Banco PSA Finance. Nos balanços financeiros do Groupe PSA, as joint ventures são consolidadas usando o método da equivalência.

[8] Lucro operacional corrente da Divisão Automotiva (PCDOV) em relação ao faturamento.

(Redação - Investimentos e Notícias)