Governador firma contrato e autorizações de financiamento para investir em infraestrutura viária

  •  
Governador firma contrato e autorizações de financiamento para investir em infraestrutura viária Foto: Divulgação Governador firma contrato e autorizações de financiamento para investir em infraestrutura viária

O governador do Estado de São Paulo, Geraldo Alckmin, assinou nesta terça-feira, 23/9, no Palácio dos Bandeirantes, contrato de financiamento de US$ 480,13 milhões (R$ 1,124 bilhão) com o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) para investimentos em obras e infraestrutura viária a cargo do Departamento de Estradas de Rodagem (DER).

Durante o evento, Alckmin firmou autorizações para a Secretaria da Fazenda tomar as providências finais para a assinatura dos contratos de US$ 300 milhões (R$ 702,78 milhões) junto ao Banco Santander S.A. -- uma operação inovadora que conta com a garantia da Agência Multilateral de Garantia de Investimentos (MIGA) e Banco Mundial -- e de € 200 milhões (R$ 645,30 milhões) junto o Banco Europeu de Investimento (BEI).

O valor total dos três contratos representa aproximadamente R$ 2,47 bilhões em investimentos para o Estado de São Paulo. De acordo com o governador Alckmin, a possibilidade de fechar contratos de financiamento internacionais “é fruto de um longo trabalho de recuperação financeira do Estado, de um grande esforço fiscal”. Os investimentos em infraestrutura, segundo o Alckmin, atraem empresas, estimulam o empreendedorismo e o desenvolvimento do Estado.

Segundo o secretário da Fazenda, Andrea Calabi, “essas possibilidades de financiamento só são possíveis quando os investimentos são bons. No caso de São Paulo temos a grande vantagem de um planejamento bem realizado, um sistema de definição dos investimentos muito claros, absolutamente transparentes e uma programação adequada”. Estes fatores, na avaliação da Fazenda, possibilitam mobilizar os financiamentos.

Os recursos contratados junto ao BID, no valor de US$ 480,13 milhões (R$ 1,124 bilhão), contemplam a segunda fase do Programa de Transportes do Estado de São Paulo executado pelo Departamento de Estradas de Rodagem (DER/SP). O objetivo dos projetos é melhorar as condições do sistema rodoviário e a logística de integração com os demais modais de transporte, contribuindo para o desenvolvimento econômico e social do Estado de São Paulo.

O programa prevê a recuperação de 800 km de rodovias com a realização de obras de recapeamento, pavimentação, duplicação, implantação e recuperação de acostamentos, revisão do sistema de drenagem, construção de pontes, passarelas e implantação de sinalização definitiva.

Os recursos do contrato de US$ 300 milhões (R$ 702,78 milhões), da operação a ser firmada com o Santander, com garantia da MIGA, serão utilizados nas obras de reabilitação 370 km de estradas e execução de projetos para melhoraria da eficiência dos sistemas de transporte rodoviário e logística. Estão previstas obras de melhoria da segurança nas estradas selecionadas com base em recomendações do instituto de pesquisa International Road Assessment Programme (iRAP), sediado em Londres, além da reconstrução de duas pontes que terão seus vãos ampliados para viabilizar a navegação fluvial no rio Tietê.

O financiamento do Banco Europeu de Investimento (BEI), no valor de € 200 milhões (R$ 645,30 milhões), será destinado à compra de trens pela Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM). Parte desse valor será utilizado na aquisição de 8 trens com tecnologia de ponta para atender a nova Linha 13-Jade, que ligará o Aeroporto Internacional de Guarulhos à capital, e o restante para pagamento parcial dos 65 trens já em fabricação, que começarão a ser entregues a partir de 2015 e atenderão as seis linhas da companhia.

(Redação- Agência IN)