GNV é o combustível mais econômico

  •  
Ao escolher um carro novo, motoristas profissionais ou não, sempre têm dúvidas quanto ao tipo de combustível Foto: Divulgação Ao escolher um carro novo, motoristas profissionais ou não, sempre têm dúvidas quanto ao tipo de combustível

Ao escolher um carro novo, motoristas profissionais ou não, sempre têm dúvidas quanto ao tipo de combustível. Para ajudar na escolha, a Associação dos Rádio Taxistas de São Paulo (ARTASP) promoveu uma competição entre os três principais combustíveis: gasolina, etanol e Gás Natural Veicular (GNV). O resultado mostrou que o GNV é duas vezes mais econômico que os demais.

Depois de participar do 2º Rally da Economia dos Combustíveis, os taxistas José Paulo, que tem o carro movido a gasolina, e Vladinei Davelli, etanol, decidiram converter seus carros para o Gás Natural Veicular (GNV), já que ele é 61,1% mais econômico que a gasolina e 59% em relação ao Etanol. O carro movido à GNV apresenta o melhor rendimento e melhor custo por quilometro rodado (R$/km).
O evento, realizado em 30 de setembro, contou com três táxis similares circulando pelos principais pontos turísticos da cidade de São Paulo para verificar a eficiência dos combustíveis em zona urbana. Os veículos rodaram por 102 km, sendo submetidos ao anda e para da cidade e ao trânsito intenso.

Ricardo Vallejo, consultor de marketing de GNV da Companhia de Gás de São Paulo (Comgás), maior distribuidora de gás natural canalizado do Brasil, ressaltou os atributos que fazem do GNV o combustível mais vantajoso - “Em situação crítica de trânsito, o GNV leva vantagem não só em relação à performance, mas também em relação ao meio ambiente”. Testes recentes realizados pela Comgás na UMICORE (empresa homologada pela Cetesb - Companhia de Tecnologia e Saneamento Ambiental), relevaram que os motoristas que utilizam GNV poluem 20% menos em relação a gasolina e 15% menos quando comparado com o etanol.

Em 2014, a Comgás tem comercializado um volume médio de 612 mil/m³ de GNV por dia. A concessionária estima aumentar o volume de gás comercializado, tendo em vista que, apenas no mês de agosto, o número de conversões de veículos para GNV apresentou crescimento de 47,03%, na comparação com mesmo mês do ano anterior.

(Redação- Agência IN)