Faturamento de farmácias associativistas cresceu 13,1% no último ano

  •  
Faturamento de farmácias associativistas cresceu 13,1% no último ano Foto: Divulgação

Segundo dados da IMS Health, as farmácias das redes associativistas possuem crescimento muito acima do mercado, a mesma pesquisa aponta que as utilizações efetivamente das ferramentas de gestão empresariais proporcionaram um aumento ainda maior.

Os números apresentados recentemente pelo diretor de relacionamento do IMS Health, Eduardo Rocha, fez uma comparação do mercado de farmácias com os resultados das farmácias das redes associadas à Febrafar. Essas lojas estão presentes em todo o território nacional, sendo representada por 52 bandeiras e 9.332 lojas ativas. Para se ter ideia da relevância destas farmácias, elas representam cerca de 10% de todo o mercado nacional e atingiram R$ 8,5 bilhões em faturamento nos últimos doze meses.

Crescimento das farmácias

Os dados que mais chamam a atenção são relacionados ao crescimento, sendo que enquanto o mercado de farmácias cresceu 11,4% no período de um ano finalizado em julho de 2016, as redes associadas a Febrafar elevaram seu faturamento em 13,1% no mesmo período. Já as lojas que migraram para a Federação tiveram um crescimento muito mais expressivo, atingindo o índice 23% em unidades de medicamentos vendidos.

O faturamento das lojas associadas à Federação responde atualmente por 9,7% do total do mercado farmacêutico. Contudo, o que impressiona é que devido a grande capilaridade da associação, em 918 cidades trabalhadas a participação da Febrafar é superior a 50% das vendas totais do mercado.

No entanto é possível notar diferentes performances entre as redes associadas, um dos grandes diferenciais é a utilização do Programa de Estratégias Competitivas (PEC), que faz parte do Programa de Fidelidade disponível para adesão de todas as redes de farmácias afiliadas à Febrafar, tendo por objetivo oferecer uma política de preços competitiva, profissional e inteligente, por meio da concessão individualizada dos descontos.

Atualmente cerca de 27% das lojas Febrafar já trabalham com o PEC, mostrando crescimento em faturamento acima da média. Essas farmácias cresceram 17,7% durante o ano no período que acabou em julho de 2016, frente ao crescimento de 12% das farmácias que não utilizam o PEC.

“As lojas com PEC apresentam faturamento acima da média Febrafar e crescem de maneira mais acentuada nos dois primeiros anos após implementação do programa” explica Eduardo Rocha.

Perspectivas de futuro

Em relação às perspectivas de futuro, o diretor de relacionamento do IMS Health afirmou que O varejo farmacêutico deve se atentar ao aumento da complexidade e interação com os diversos públicos desse complexo mercado.

Além disso, se deve ficar atento aos lançamentos e aos movimentos de “troca” que os fabricantes estão buscando afim de gerar maior valor agregado ao ticket médio. Contudo, mais importante foi a afirmação de que o modelo associativista deverá seguir crescendo acima do mercado.

(Redação - Agência IN)