Enel constrói parque eólico de 90 MW no Brasil

  •  
Enel constrói parque eólico de 90 MW no Brasil  Foto: Divulgação Enel constrói parque eólico de 90 MW no Brasil

A Enel, por meio de sua subsidiária Enel Green Power Brasil Participações Ltda. ("EGPB"), começou a construção do parque eólico de Cristalândia, que está localizado nos municípios de Brumado, Rio de Contas e Dom Basílio, no estado da Bahia, no nordeste do Brasil.

A nova unidade terá uma capacidade total instalada de 90 MW e tem previsão de entrar em operação no segundo semestre de 2017. Uma vez concluído, Cristalândia será capaz de gerar mais de 350 GWh por ano, o suficiente para satisfazer as necessidades de consumo anuais de mais de 170.000 domicílios brasileiros, evitando a emissão de cerca de 118.000 toneladas de CO2 para a atmosfera.

A Enel vai investir cerca de 190 milhões de dólares americanos na construção de Cristalândia.

A planta foi concedida à EGPB por meio do leilão público de energia renovável (LFA - Leilão de Fontes Alternativas), em abril de 2015. O projeto é apoiado por acordos de compra de energia de 20 anos com um pool de distribuidoras de energia elétrica do Brasil.

Cristalândia é o sexto parque eólico do Grupo Enel na Bahia, um estado onde a empresa renovável brasileira do Grupo, a EGPB, já opera 264 MW de capacidade de energia eólica e está atualmente construindo o projeto eólico Delfina de 180 MW, a instalação solar fotovoltaica Ituverava com 254 MW, que é a maior usina de energia solar da Enel atualmente em construção, e o parque solar Lapa de 158 MW. A empresa conquistou mais 172 MW de capacidade eólica e 103 MW de capacidade fotovoltaica na Bahia, por meio de leilões públicos.

A subsidiária brasileira renovável do Grupo Enel tem atualmente uma capacidade instalada total de 546 MW, dos quais 401 MW são de energia eólica, 12 MW de energia solar fotovoltaica e 133 MW de energia hídrica. Além disso, a empresa tem projetos de 442 MW de energia eólica, 102 MW de energia hídrica e 807 MW de energia solar atualmente em execução.

(Redação - Agência IN)