Empresas do ramo da alimentação devem promover mudanças para sobreviver à crise

Empresas do ramo da alimentação devem promover mudanças para sobreviver à crise Foto: Divulgação Empresas do ramo da alimentação devem promover mudanças para sobreviver à crise

Em tempos de crise financeira no Brasil, diversos setores comerciais tentam encontrar soluções eficientes e que caibam em seus bolsos para sobreviver ao momento crítico com uma margem de lucro razoável. Nesse cenário, entre os setores que mais encontram dificuldades para se manter estão os estabelecimentos alimentícios como bares e restaurantes. A Abrasel, Associação brasileira de bares e restaurantes apontou que 33% dos empresários do ramo estão operando com prejuízo e que uma a cada seis empresas não terão condições de sobreviver ao mercado.

É preciso objetividade e alinhamento de estratégias para que se tenha sucesso. Algumas recomendações são feitas para que uma boa gestão comercial seja realizada para trazer benefícios aos donos, funcionários e clientes. Confira alguma delas:

1. Ser detalhista. É imprescindível fazer um planejamento detalhado com todos os objetivos, estratégias assim como dados do mercado atual, perfil dos clientes, planilha de custos e quaisquer outras informações que podem ajudar na solução de problemas e possíveis novas ideias.

2. Procurar especialistas. De nada adiantará ter ou ser um exímio profissional de gastronomia se você não procurar um especialista na área de administração. Esse setor deve ser integrado a outros também importantes que se complementam a fim de garantir um bom funcionamento do local.

3. Utilizar serviços que facilitam o dia a dia. Os softwares para gestão de restaurantes são um um exemplo de como a tecnologia pode trazer benefícios ao seu negócio. Há ferramentas que gerenciam o estoque, controlam fluxo de caixa, o atendimento de mesas e emitem relatório de vendas. Para crescer e otimizar processos, é imprescindível profissionalizar a gestão do negócio.

4. Valorizar o negócio. Se pretende conseguir financiamento ou buscar financiadores, investidores, fornecedores ou sócios para seu negócio não seja modesto. Apresente com confiança todos os pontos positivos de seu estabelecimento e destaque itens diferenciados. Nunca comece falando dos problemas ou dificuldades.

5. Estar aberto a novos métodos. O mercado está em constante evolução e é preciso estar preparado para enfrentar todas elas. Esteja aberto a ouvir e implantar alguns novos métodos. Estude cases, pesquise sobre o mercado. Em muitos casos, ideias que parecem difíceis de executar são aquelas que se transformam em casos de sucesso.

6. Envolver a equipe. Uma equipe integrada e apegada à história e cotidiano do local trabalha melhor e oferece um serviço mais eficiente e de qualidade ao cliente, que por sua vez consome mais e volta outras vezes. Valorize seus funcionários e ofereça benefícios ou planos de metas.

7. Estar sempre atento. Acompanhar as novas tendências do mercado é importantíssimo. Os investimentos devem sempre focar no perfil do negócio. A implantação ou exclusão de determinadas estratégias devem ser minuciosamente estudadas.

8. Investir em publicidade. Panfletos, publicidade online, participação em eventos e muitos outros métodos podem ser uma ótima propaganda para o estabelecimento. O desafio é conhecer o seu público e saber a melhor forma de abordá-lo.

9. Promoções estimulam vendas. O cliente nunca consome apenas o item promocional, mas também outros produtos disponíveis no cardápio. Por isso, investir em descontos, promoções e combos pode ser uma ótima ideia.

(Redação - Investimentos e Notícias)