Empresa de alumínio anuncia expansão e espera crescer 120% em 2021

  •  
Empresa de alumínio anuncia expansão e espera crescer 120% em 2021 Foto: Divulgação Empresa de alumínio anuncia expansão e espera crescer 120% em 2021

A Prolind Alumínio, empresa localizada em São José dos Campos, inaugurou uma nova fábrica em fevereiro no Vale do Paraíba. Trata-se de uma planta de refusão, que tem por objetivo reciclar perfis de alumínio, os quais serão utilizadas para a produção de novos produtos. Com a inauguração da nova planta, a empresa espera crescer 120% em 2021, se comparado a 2020, e quer se tornar referência no fornecimento de reciclagem de perfis de alumínio na América do Sul.

A nova planta de refusão possui capacidade produtiva para 50 mil toneladas de alumínio ao ano em sua primeira fase. Com isso, 50 novos colaboradores devem ser contratados até o fim de 2021. Para 2022, a expectativa é de dobrar o número de funcionários na nova planta e totalizar 100 empregos gerados. Além disso, a Prolind Alumínio quer se posicionar no mercado como umas das únicas empresas brasileiras do setor a atuar com refusão, extrusão, e fabricação de peças de alumínio.

“Vamos passar a desenvolver ligas especiais de alumínio não disponíveis no mercado. Esta fábrica iniciará em um momento de restrição internacional sobre a oferta do metal. Logo, esperamos dobrar nossa participação econômica em todas as regiões em que estamos instalados”, explica Erivam Boff, Diretor de Negócios da Prolind Alumínio.

Compromisso com o meio ambiente

Reforçando o compromisso com a sustentabilidade, a Prolind Alumínio, inaugura a nova fábrica equipada com uma tecnologia de última geração da produção industrial, que causa poucos impactos na natureza. O novo espaço trabalhará com reciclagem de sucata de alumínio, o que significa uma redução de 95% no consumo de energia elétrica em relação à produção de alumínio primário. O sistema de fornos a ser utilizado pela empresa, permite uma redução de consumo de gás natural em torno de 30% em relação aos convencionais e possui sistema de filtragem de gases de exaustão que permite o uso de até 10% de material orgânico no processo de reciclagem do alumínio. Além disso, todo o material a ser utilizado no processo fabril é 80% reciclável.

Outro grande diferencial do espaço está na cobertura da fábrica, que foi projetada para receber painéis para geração de energia fotovoltaica, ou seja, a partir da luz solar. Assim como as cisternas construídas para recuperar água da chuva, que possuem capacidade para reter até 20.000 litros de água a ser reutilizada como parte de insumo industrial.

A nova fábrica da Prolind Alumínio é um projeto que deverá ser concluído em três fases a serem entregues até 2023. A primeira entrega foi realizada em fevereiro de 2021.

(Redação - Investimentos e Notícias)