Em abril, IBGE prevê safra 4,4% inferior à de 2017

  •  
Em abril, IBGE prevê safra 4,4% inferior à de 2017 (Foto: Divulgação) Em abril, IBGE prevê safra 4,4% inferior à de 2017

A quarta estimativa de 2018 para a safra nacional de cereais, leguminosas e oleaginosas totalizou 230,0 milhões de toneladas, 4,4% inferior à de 2017 (240,6 milhões de toneladas), uma redução de 10,6 milhões de toneladas, segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

A estimativa da área a ser colhida foi de 61,2 milhões de hectares, acréscimo de apenas 28 739 hectares (ou 0,0%) frente à área colhida em 2017. Em relação à estimativa de março (229,3 milhões de toneladas), a produção aumentou 0,3%, ou 712.428 toneladas, e a área caiu 0,1% ou 45.024 hectares. Somados, o arroz, o milho e a soja são 92,9% da estimativa da produção e 87,0% da área a ser colhida.

Em relação a 2017, houve alta de 2,6% na área da soja e reduções de 7,3% na área do milho e de 3,5% na área de arroz. Já a produção de soja deve alcançar seu recorde histórico com 115,6 milhões de toneladas, 0,6% maior que no ano passado, enquanto milho e arroz devem cair 13,0% e 6,8%, respectivamente. 

Entre as Grandes Regiões, a produção apresentou a seguinte distribuição: Centro-Oeste (100,9 milhões de toneladas), Sul (77,6 milhões de toneladas), Sudeste (23,1 milhões de toneladas), Nordeste (19,6 milhões de toneladas) e Norte (8,7 milhões de toneladas).

Em abril, destacaram-se as variações nas seguintes estimativas de produção em relação a março: feijão 3ª safra (17,3%), cevada (13,9%), café canephora (7,7%), cacau (7,6%), aveia (7,0%), café arábica (3,4%), sorgo (1,2%), trigo (1,0%), feijão 1ª safra (0,8%), milho 2ª safra (0,4%), feijão 2ª safra (0,3%), arroz (-1,4%), milho 1ª safra (-3,2%) e banana (-3,4%).