EBITDA recorrente da B3 atinge R$ 913,7 milhões no 4T18

  •  
EBITDA recorrente da B3 atinge R$ 913,7 milhões no 4T18 Foto: Divulgação

A B3 S.A. – Brasil, Bolsa, Balcão (código de negociação: B3SA3) divulga ontem, 21, seus resultados operacionais para o quarto trimestre de 2018 (4T18) e consolidado 2018.

Destaques do período:

· Crescimento de dois dígitos percentuais em todos os segmentos de negócios na comparação com o 4T17 resultaram em crescimento de 27,1% da receita líquida no 4T18; já a receita líquida de 2018 cresceu 20,6%;

· EBITDA recorrente atingiu R$ 913,7 milhões no 4T18 (+35,8% vs. 4T17) e R$ 3,424,5 bilhões em 2018 (+28,8% vs. 2017);

· Endividamento alvo da Companhia: 1,5x Dívida total / EBITDA recorrente dos últimos 12 meses (1x anteriormente);

· Alvo de distribuição do lucro líquido societário aos acionistas teve novas projeções: entre 120% a 150% (antes 70% e 80%);

· Guidances para despesas ajustadas (OPEX), depreciação e amortização e despesas atreladas ao faturamento e de investimentos (CAPEX) para 2019 foram reafirmados.

A receita total atingiu R$1,458 bilhão no 4T18, aumento de 27,3% em relação ao mesmo período do ano anterior (4T17), com crescimento de receitas em todos os segmentos de negócio. No ano de 2018, a receita total atingiu R$ 5,351 bilhões, alta de 20,6% em relação a 2017. Na mesma comparação, o EBITDA recorrente cresceu 28,8% e totalizou R$3,424 bilhões em 2018, enquanto o lucro líquido recorrente foi 26,4% maior e somou R$2,634 bilhões.

A B3 também reafirmou os seus orçamentos para despesas ajustadas para o ano de 2019 e alterou as projeções para o alvo de distribuição do lucro líquido societário aos acionistas, agora entre 120% a 150%, contra 70% e 80% da projeção anterior, e nível de endividamento, agora 1,5x Dívida total / EBITDA recorrente dos últimos 12 meses (1x anteriormente);

Destaques operacionais do 4T18:

Segmento BM&F: receita de R$361,9 milhões (24,8% do total), 27,4% maior que no 4T17, refletindo aumento dos volumes e da receita por contrato (RPC) média no período. Esse segmento foi positivamente impactado pela exposição ao dólar das receitas de negociação e pós-negociação de contratos futuros de Taxas de câmbio e de Taxas de juros em US$;

Segmento Bovespa: receita de R$458,5 milhões (31,4% do total), alta de 49,7% em relação ao 4T17. As receitas ligadas aos volumes negociados (negociação e pós-negociação) somaram R$443,6 milhões, 50,3% superiores ao mesmo período do ano anterior, refletindo o aumento de 55,3% do volume financeiro médio diário negociado;

Segmento Cetip UTVM: receita de R$314,3 milhões no 4T18 (21,5% do total), aumento de 15,6% sobre o mesmo trimestre do ano anterior. O desempenho desse segmento foi impulsionado pelo aumento da atividade envolvendo derivativos de balcão e instrumentos de captação bancária;

Segmento Cetip UFIN: receita de R$142,9 milhões no 4T18 (9,8% do total), 31,6% maiores que no 4T17. O crescimento de 17% das receitas do SNG (Sistema Nacional de Gravames) reflete a alta de 7,2% na quantidade de veículos financiados, bem como certos ajustes à nossa tabela de descontos. Já o aumento de 46,5% das receitas do Sistema de contratos reflete os efeitos do novo modelo de negócio desse serviço nos estados de São Paulo (SP), Santa Catarina (SC) e Pernambuco (PE) a partir do 1T18, 2T18 e 3T18, respectivamente.

“O ano de 2018 ficou marcado como nosso primeiro ano completo de operação consolidada da B3 após a fusão. Realizamos um amplo e profundo exercício de planejamento estratégico, que teve como resultado a afirmação de uma estratégia que irá priorizar o fortalecimento e expansão de nossas operações a partir do foco em clientes, serviços e produtos do nosso core business. A partir de 2019, daremos início a uma série de projetos e ações concretas que suportem a execução desse plano. Continuaremos trabalhando com determinação para oferecer aos clientes e reguladores soluções que excedam as suas expectativas e, assim, continuar a ser a plataforma escolhida pelo mercado para a maior parte das suas necessidades”, diz Gilson Finkelsztain, presidente da B3.

O documento com as informações completas sobre os resultados operacionais da B3 para o quarto trimestre de 2018 está disponível no site de RI da B3.

(Redação - Investimentos e Notícias)