Debêntures registradas na Cetip batem recorde em maio

  •  
Debêntures registradas na Cetip batem recorde em maio Foto: Divulgação Debêntures registradas na Cetip batem recorde em maio

O custo elevado de financiamentos tradicionais via bancos e as exigências necessárias para obter uma linha de financiamento por meio do BNDES estão estimulando a busca por fontes alternativas de captação de recursos pelas empresas brasileiras. 

O estoque de Debêntures registradas na Cetip, maior depositária de títulos privados de Renda Fixa da América Latina e maior câmara de ativos privados do País, atingiu R$ 626,6 bilhões em maio, um recorde histórico.

Do volume total, R$ 235,1 bilhões correspondem a emissões corporativas tradicionais e R$ 391,5 bilhões são referentes a emissões feitas por bancos para captar recursos por meio de suas empresas de leasing.

O volume de novas operações em maio chegou a R$ 4,5 bilhões em debêntures corporativas lançadas de acordo com a Instrução CVM 476, que trata de ofertas públicas de valores mobiliários distribuídas com esforços restritos, a modalidade mais utilizada no mercado.

De acordo com levantamento do Centro de Estudos do IBMEC (CEMEC), o custo financeiro para emissão de debêntures ficou em 12,71% ao ano no fim de 2013, versus 21,39% dispendidos com os financiamentos bancários. Desde 2007, 1069 empresas realizaram emissões corporativas de debêntures registradas na Cetip.

(Redação - Agência IN)