Crescimento no setor calçadista incentiva startup a criar novo modelo de negócio

  •  
Crescimento no setor calçadista incentiva startup a criar novo modelo de negócio Foto: Divulgação Crescimento no setor calçadista incentiva startup a criar novo modelo de negócio

Dados de uma recente pesquisa divulgada pela Associação Brasileira das Indústrias de Calçados (Abicalçados) demonstram que a estação mais fria do ano deve estimular um crescimento em torno de 6,6% nas vendas de calçados em 2018. O percentual é comparativo ao mesmo período no ano anterior.

O estudo também aponta mais números positivos: a produção prevista para o período é de 940 milhões de pares de calçados, com arrecadação de até R$ 23 bilhões. Animadoras, as previsões refletem a gradativa retomada da confiança do consumidor após o longo período de crise econômica que atingiu o país.

Aproveitando a boa fase que vem tomando conta deste mercado, uma startup do interior do estado de São Paulo criou um novo modelo de negócio, inspirado nos grandes varejistas e que deve trazer significativos benefícios ao setor calçadista. 

Inovação em um modelo de negócio diferenciado

A loja virtual Shoes Inbox, sediada em Jaú, cidade no interior paulista que é considerada a capital do calçado feminino no país, quer ir além dos resultados de venda. Com foco no crescimento do negócio e na expansão dos seus estoques, a empresa passou a trabalhar conceito de marketplace, bastante difundido entre os grandes players do mercado varejista, mas até então novidade no segmento em que a loja atua.

Além dos modelos de qualidade superior e do diferencial de oferecer aos compradores calçados em tamanhos especiais - que nem sempre estão facilmente disponíveis para aquisição, a loja também está em busca de novos fornecedores para aumentar sua gama de produtos.

Esta parceria com novos fornecedores é benéfica tanto para os consumidores quanto para os próprios fabricantes. “O foco está nos produtores de calçados da região, principalmente aqueles que não possuem tempo e/ou know-how para desenvolver um e-commerce próprio, reduzindo o custo destes com a criação de um site do zero. Também queremos incentivar o crescimento destes vendedores, e para isso a ideia é inserir seus produtos na nossa loja e também em marketplaces integrados.”, conta Marcelo Rossetto da Shoes Inbox.

Mas, afinal, o que são os marketplaces? Este modelo de comércio virtual diferencia-se de uma loja online comum pelos mesmos motivos que um shopping center diferencia-se de uma loja física de apenas uma marca. O marketplace é uma espécie de shopping center digital, em que uma única plataforma comercializa produtos de diferentes lojas virtuais. São diversos produtos de diversos fornecedores disponíveis em apenas um lugar.

A inovação da Shoes Inbox é importante para o setor nacional de calçados. A empresa também conta com um serviço exclusivo de consultoria para os novos parceiros, oferecendo a eles imagens profissionais de seus produtos, o cadastro dos itens em todos os grandes varejistas especializados (como Dafiti, Zattini, Mercado Livre, Netshoes, entre diversos outros), estratégia de comunicação e gerenciamento das vendas, desde o recebimento do estoque até o envio ao cliente, incluindo a fase de pós-venda.

“Pretendemos facilitar o processo de compra e venda online no setor calçadista, aumentando os lucros dos produtores e oferecendo aos clientes itens de qualidade e excelência.”, finaliza Marcelo Rossetto.

(Redação - Investimentos e Notícias)