Consumo de energia no mercado livre cai 3,66% em 2015

  •  
Consumo de energia no mercado livre cai 3,66% em 2015 Foto: Divulgação Consumo de energia no mercado livre cai 3,66% em 2015

O Índice Setorial Comerc, estudo mensal que avalia os dados de consumo de energia elétrica das unidades sob gestão da Comerc Energia no mercado livre, apurou queda de -3,66% no consumo de 2015 em relação ao ano anterior. A empresa é líder do setor, sendo responsável pela gestão de 15% do consumo de energia no mercado livre. 

"A grande indústria está no mercado livre de energia e esse resultado demonstra o impacto da recessão no ritmo produtivo, com consequente queda do consumo de energia em função da menor demanda do mercado", comenta Cristopher Vlavianos, Presidente da Comerc Energia. De acordo com dados da Empresa de Pesquisa Energética (EPE), o consumo de energia pelo segmento industrial em todo o país apresentou retração de -5,3% no período, quando comparado a 2014.
No mês de dezembro, houve diminuição de -4,66% em relação ao mesmo período de 2014 e de -7,75% sobre novembro de 2015. Neste caso, os feriados de fim de ano, somados às paradas programadas nas fábricas e às férias coletivas, podem ter influenciado a queda no consumo de energia.

O consolidado do Índice Setorial Comerc em 2015 revela que praticamente todos os setores avaliados sofreram queda no consumo de energia em relação ao ano anterior, salvos os de Embalagem (3,93%) e Higiene e Limpeza (0,52%). A queda mais significativa ocorreu no setor de Veículos e Autopeças (-14,62%), seguido de Siderurgia e Metalurgia (-9,77%) e Eletromecânica (-9,18%). No setor automotivo, os dados estão em linha com os da Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea), que apontaram uma retração de 26,6% nas unidades negociadas em 2015 no setor automotivo, reflexo da desaceleração da produção e, por consequência, do consumo de energia.

Praticamente todos os setores apresentaram queda do consumo de energia no mercado livre em dezembro de 2015 em relação ao mês precedente, exceto o de Comércio e Varejo, que cresceu 6,47% no período, incentivado pelo aquecimento do mercado com as compras de fim de ano. Os setores de Manufaturados (-24,15%), Eletromecânica (-29,27%), Química (-26,84%), Têxtil, Couro e Vestuário (-27,24%) e Veículos e Autopeças (-38,92%) tiveram uma forte redução do consumo de energia, em função de férias coletivas, paradas programadas e feriados de fim de ano.

Quando comparado ao consumo observado em dezembro de 2014, o comportamento do Índice é similar - queda do consumo de energia em praticamente todos os setores -, mesmo com os efeitos da sazonalidade reduzidos. Novamente, o setor de Veículos e Autopeças registrou a maior queda, com -35,31% de decréscimo no consumo de energia, seguido de Eletromecânica (-21,59%) e Manufaturados (-13,77%). Embalagem (3,65%), Higiene e Limpeza (2,77%) e Comércio e Varejo (1,29%) tiveram aumento do consumo de energia em dezembro de 2015 sobre dezembro do ano anterior.

(Redação - Agência IN)