Cielo entrega R$1 bi no primeiro trimestre de 2018

  •  
Cielo entrega R$1 bi no primeiro trimestre de 2018 (Foto: Pexels) Cielo entrega R$1 bi no primeiro trimestre de 2018

A Cielo alcançou no primeiro trimestre de 2018 o lucro líquido de R$1 bilhão, depois de ter fechado 2017 com o maior lucro líquido da história da companhia: R$ 4,1 bilhões pelo critério IFRS. O resultado representa um aumento de 0,5% em relação ao mesmo período do ano anterior.

"Os resultados estão dentro das nossas expectativas. Vamos continuar investindo em soluções e tecnologia para buscar um retorno ainda melhor nos próximos trimestres," declara Eduardo Gouveia, presidente da Cielo.

O volume financeiro de transações da Cielo, sem considerar o produto Agro, totalizou R$ 151,2 bilhões no trimestre, um aumento de 6,3% em relação aos primeiros meses do ano passado. As transações de crédito que registraram crescimento de 10,1%, chegaram a R$87,64 bilhões. No débito, o volume foi de R$63,61 bilhões, 1,5% de variação positiva em relação aos meses equivalentes de 2017.

O crescimento no volume de transações de crédito e débito contribui para receita operacional líquida que totalizou R$2,784 bilhões, mas apresenta um recuo de 0,6% em relação ao mesmo período do ano anterior.

Os resultados também apresentam uma desaceleração na queda de receita em 3,8%. E após sete trimestres em queda, o Yield de receita líquida volta a se recuperar, com o aumento de 1,06%.

O EBITDA (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) fechou o trimestre em R$1,242 bilhão, inferior em 6% comparado aos meses equivalentes de 2017, com margem de 44,6% - recuo de 2,6 pontos percentuais.

O primeiro trimestre deu sinais de que a economia brasileira retomou a trajetória do crescimento. O Índice Cielo do Varejo Ampliado (ICVA) divulgado mensalmente confirma essa tendência de recuperação desde o segundo semestre do ano passado, embora com oscilações no ritmo de melhora.