CAM-CCBC participa de competição de arbitragem em Buenos Aires

  •  
CAM-CCBC participa de competição de arbitragem em Buenos Aires Foto: Divulgação CAM-CCBC participa de competição de arbitragem em Buenos Aires

O Centro de Arbitragem e Mediação da Câmara de Comércio Brasil-Canadá (CAM-CCBC) participa da 10ª Edição de Aniversário da Competição Internacional de Arbitragem (X Edición Aniversario de la Competencia Internacional de Arbitraje, em espanhol), promovida pela Faculdade de Direito da Universidade de Buenos Aires (UBA), na Argentina. A competição acontece entre os dias 21 e 25 de setembro de 2017.

O CAM-CCBC foi pioneiro ao criar uma equipe para representar o Brasil na X Edición Aniversario da Competencia, projeto submetido à Coordenação de Adriana Pucci e Caroline Costa pelo CAM-CCBC. Trata-se da única equipe brasileira a participar da competição. O objetivo do centro é incentivar os alunos a integrar competições internacionais em idioma espanhol.

O time é composto por nove estudantes, sendo eles: Aaron Hwang, Aline Black Dalarmelino, Gabriel Guimarães Borges, Gabriela Tchalian, Laidi Naveros, Luiza Rehder, Matheus Machado Diniz, Miriam Aparecida Cardoso Ferreira e Pedro Forbes.

A sub-secretária geral Adjunta do CAM-CCBC, Caroline Costa, e a assessora da Secretaria Geral, Paula Renata Costa, são duas das coaches na competição. Além delas, a Adriana Pucci, a Amanda Lobão, o Fabio Cavalcante, o Giovani Ravagnani, a Isabela Lacreta, o João Pedro Biazi, a Laura Ghitti, a Luísa Quintão e o Luiz Fernando Plastino Andrade também integram o grupo de coaches.

A competição envolve o estudo de casos hipotéticos selecionados pela Faculdade de Direito da Universidade de Buenos Aires. Os alunos receberam o problema em março e entre os dias 21 e 25 de setembro participarão da fase das audiências. Na parte processual, o caso abrange a aplicação da Lei Modelo de Arbitragem Comercial Internacional da Uncitral, da Convenção do Panamá e da Convenção de Nova Iorque, envolvendo temas como cláusulas patológicas e cessão de cláusula compromissória. No mérito, é aplicada a lei espanhola e são analisados instrumentos como o Tratado da OMPI sobre Direito do Autor e a Convenção de Berna para a proteção das obras literárias e artísticas.

“A ideia do CAM-CCBC, ao apoiar a participação de um time brasileiro na competição, é permitir a maior integração com os países da América Latina. O conhecimento das diversas culturas jurídicas e o relacionamento iniciado neste tipo de evento geram a certeza de um amplo aproveitamento por todos os participantes”, diz Carlos Forbes, presidente do CAM-CCBC.

Nesse sentido, o CAM-CCBC também patrocina e apoia a competição. A Subsecretária Geral Adjunta, Caroline Costa, dará as boas-vindas aos presentes na abertura da competição e fará uma exposição sobre o Centro de Arbitragem durante o jantar oferecido aos árbitros que julgarão as equipes. No fim dos trabalhos, e do anúncio das equipes que passarão para as semifinais, Caroline palestrará para os estudantes apresentando as principais características das arbitragens administradas pelo CAM-CCBC.

CAM-CCBC: é o mais tradicional centro de arbitragem e mediação do Brasil. Vocacionado para a administração de disputas comerciais complexas e de grande porte, conta com corpo técnico altamente qualificado, pautado por procedimentos internos certificados pela ISO 9001. O CAM-CCBC é a instituição arbitral brasileira com maior projeção no exterior, atendendo empresas de vários países segundo as melhores práticas da Arbitragem Internacional.

(Redação - Agência IN)