BRMALLS anuncia receita líquida de R$ 296,0 mi no 1T20

  •  
BRMALLS anuncia receita líquida de R$ 296,0 mi no 1T20 (Foto: Pexels) BRMALLS anuncia receita líquida de R$ 296,0 mi no 1T20

A receita líquida BRMALLS no primeiro trimestre de 2020 (1T20) totalizou R$ 296,0 milhões, um crescimento de 1,9% excluídos os shoppings vendidos. O impacto positivo é reflexo do desempenho dos dois primeiros meses do trimestre, nos quais os crescimentos da receita líquida, excluindo os shoppings vendidos, foram de 8,4% e 10,6% em janeiro e fevereiro. Considerando o portfólio completo do 1T19, a variação da receita líquida foi negativa em 5,8% no trimestre.

O aluguel mínimo totalizou R$ 184,9 milhões no trimestre, variação positiva em 2,0% excluídos os shoppings vendidos, em comparação ao mesmo trimestre do ano anterior. Considerando o portfólio completo do 1T19, registramos redução de 4,3% no aluguel mínimo. Esse resultado foi devido, principalmente, às condições de aluguel oferecidas aos lojistas após as restrições de funcionamento aplicadas em nossos shoppings a partir de 18 de março de 2020.

No trimestre, apresentamos um NOI de R$ 258,2 milhões, o que representa uma redução de 2,0% excluídos os shoppings vendidos e uma margem de 87,7%. Considerando o portfólio completo do 1T19, a redução foi de 7,1% em relação ao 1T19. Atribuímos a variação negativa aos impactos sofridos com o fechamento dos shoppings no mês de março, em razão da pandemia do COVID19.

As despesas com vendas totalizaram R$ 8,8 milhões no trimestre, apresentando uma redução de 28,6%, ou R$ 3,5 milhões, quando comparado ao 1T19. O resultado de PDD apresentou uma redução de 53,3%, enquanto as despesas com comissões sobre comercialização reduziram 0,1%.

Neste trimestre, o EBITDA Ajustado alcançou R$ 206,7 milhões, redução de 4,8% ante o 1T19 quando excluídos os shoppings vendidos, o que representa uma margem EBITDA Ajustado de 69,8%, 4,9 p.p. abaixo da margem do 1T19. Desconsiderando esse efeito, a redução do EBITDA Ajustado foi de 11,9%.

O resultado financeiro caixa registrou uma despesa líquida de R$ 41,2 milhões, um resultado de 27,7% abaixo do apresentado no 1T19.

Por fim, o lucro líquido ajustado do 1T20 foi de R$ 130,0 milhões, redução de 24,0% ante o lucro líquido ajustado do 1T19. Mesmo com uma redução de 53,3% em PDD e as ações de liability management executadas ao longo dos últimos anos, que contribuíram para redução do custo de dívida em 3,0 p.p. versus 1T19 e redução de 27,7% na despesa financeira, o lucro líquido ajustado foi impactado pela contração da receita líquida devido às restrições de funcionamento dos shoppings a partir de 18 de março, pelo crescimento registrado em equivalência patrimonial e pelo maior nível de impostos.

(Redação – Investimentos e Notícias)