BRF vende Avex na Argentina

  •  
BRF vende Avex na Argentina Foto: Divulgação

A BRF anunciou na manhã de hoje três operações importantes para avançar no processo de desalavancagem da Companhia: a venda da argentina Avex; novas operações de financiamento bancário para alongar o perfil de endividamento da empresa; e a estruturação de um Fundo de Investimentos em Direitos Creditórios (FIDC). A alta demanda, que atingiu quase R$2 bilhões, permitiu à Companhia aumentar o tamanho do fundo, inicialmente estimado em R$750 milhões, para R$875 milhões. Além disso, a taxa da cota sênior também foi reduzida de CDI+1,30% a.a. para CDI + 0,90% a.a.

As operações já assinadas dentro do Plano de Reestruturação Operacional e Financeiro da companhia já totalizam aproximadamente R$ 1,9 bilhão dos R$ 5 bilhões previstos no Plano de Reestruturação Operacional e Financeiro. Seguem em negociação a venda dos ativos da argentina Campo Austral e as operações da companhia na Europa e Tailândia. 'No caso de Campo Austral, já estamos em negociações avançadas com os proponentes e vamos anunciar assim que avançar', afirma Lorival Luz COO global da BRF.

'Como a estratégia foi priorizar o processo de desinvestimento dos ativos da Argentina, uma vez que havia maior dúvida sobre a velocidade de execução da transação, resolvemos adiar em uma semana a entrega das propostas vinculantes de Europa e Tailândia', explica o executivo. As propostas serão recebidas até o fim desta semana e as negociações contratuais no início do próximo ano. 'O processo continua bastante competitivo, com 5 players disputando os ativos. Nossa expectativa é que este processo esteja concluído ainda no mês de janeiro', reforça Lorival.

A venda da Avex para a Granja Tres Arroyos S.A. e a Fribel S.A inclui três fábricas: Rio Cuarto, com capacidade para abater 160 mil de aves por dia; Llavallol e Villa Mercedes, as quais, juntas, processam mais de 10 mil toneladas mensais de produtos, tais como, margarinas, molhos, azeite e ingredientes para panificação, sob as marcas Dánica, Manty, Delicia, D 'fiesta, entre outras. O valor total da venda foi de US$ 50 milhões. Essa é a segunda operação de venda da BRF na Argentina, que ainda negocia a venda da produtora de carne e derivados suínos Campo Austral.

Além dessa operação, a BRF anunciou a estruturação do Fundo de Investimentos de em Direitos Creditórios (FIDC), que tem como objetivo exclusivo adquirir direitos creditórios originados de operações comerciais realizadas entre a companhia e seus clientes no Brasil. As partes envolvidas obtiveram sucesso na distribuição inicial das cotas, que foram divididas em três classes distintas e atingiram um volume agregado de R$875 milhões. Este valor superou a estimativa inicial de R$750 milhões previamente divulgada pela BRF.

Além disso, a companhia fechou novas operações bancárias, que entre rolagens e novas operações, totalizam pouco mais de R$ 1 bilhão, melhorando o perfil da nossa dívida no ano que vem. Com isso, a empresa conclui com sucesso mais uma etapa do seu Plano de Reestruturação Operacional e Financeira anunciado por meio de Fato Relevante em 29 de junho de 2018, que prevê a monetização de aproximadamente R$ 5 bilhões distribuídos em diversas iniciativas.

(Redação - Investimentos e Notícias)