Banco Inter apresenta resultado líquido de -R$ 8,1 mi no 3T20

  •  
Banco Inter apresenta resultado líquido de -R$ 8,1 mi no 3T20 (Foto: Pexels) Banco Inter apresenta resultado líquido de -R$ 8,1 mi no 3T20

O Banco Inter continuou em ritmo de crescimento acelerado. O Banco atingiu os 7,2 milhões de contas digitais no terceiro trimestre de 2020 (3T20), crescimento de 119% quando comparado ao 3T19.

Foram acrescentadas 1,3 milhão de novas contas no 3T20, crescimento de 77% YoY. Em média, foram abertas cerca de 20 mil contas por dia útil no 3T20, contra 16 mil no 2T20.

As receitas totais atingiram R$ 349 milhões no 3T20, crescimento de 31,8%, impulsionadas pelas receitas de prestação de serviços que cresceram 128% no ano.

O resultado bruto da intermediação financeira, antes da PDD, atingiu R$ 203 milhões no 3T20 e com crescimento de 34,9% quando comparado ao 3T19. A margem financeira líquida (NIM) alcançou 6,1% no 3T20, redução de 2,3 p.p., se comparada ao ano 3T19, queda que pode ser explicada parcialmente pela redução da taxa básica de juros Selic.

O volume em depósitos à vista atingiu R$ 5,2 bilhões no 3T20, aumento de 256% YoY, superior à evolução do número de clientes, reafirmando o ganho de shareofwallet.

No 3T20, mais de 2,4 milhões de cartões múltiplos foram utilizados. Dentre eles, 928 mil foram utilizados na funcionalidade crédito e 1,9 milhão na funcionalidade débito, havendo uma interseção entre eles. O volume transacionado atingiu R$ 5,2 bilhões no 3T20, um aumento de 135% em comparação ao anual e 74% na comparação trimestral, impulsionados pelo aumento nos limites e retomada da economia após impacto inicial da pandemia e aumento do gasto médio por cliente.

A carteira de crédito imobiliário atingiu R$ 3,2 bilhões no 3T20, expansão de 33,4% em 12 meses, com um Loan to Value (LTV) de 44% e NPL de 2,9%. As receitas referentes à carteira de crédito imobiliário atingiram R$ 105,9 milhões, representando um crescimento de 20,0% YoY.

A carteira de cartão de crédito atingiu R$ 1,3 bilhão no 3T20. Deste valor, R$ 216 milhões correspondem a créditos rotativo e parcelado que geram receitas de juros. Mais de 50% da originação de crédito imobiliário foi para clientes que já possuíam conta Inter.

O Banco apresentou resultado líquido de -R$ 8,1 milhões no 3T20, impactado pelo crescimento nas despesas de marketing e cashback, assim como o efeito não recorrente da restrição de distribuição de juros sobre capital próprio (JCP) imposta pela Resolução 4820/20 do Banco Central. Considerando a distribuição de JCP, o resultado líquido seria -R$ 0,7 milhão.

O patrimônio líquido atingiu R$ 3,3 bilhões, variação de 51,1% na comparação anual e o Índice de Basileia17chegou a 36,9%, com aumento de 9,0 p.p. QoQ. Ambos movimentos foram impactados pelo Follow-on efetuado pelo Inter em setembro de 2020.

(Redação – Investimentos e Notícias)