B2W Digital registra receita bruta de R$ 2.098,8 milhões no 3T19

  •  
B2W Digital registra receita bruta de R$ 2.098,8 milhões no 3T19 Foto: Divulgação

A B2W Digital (B3: BTOW3), companhia digital, anunciou ontem, 30, os resultados do 3º trimestre de 2019. A partir de janeiro de 2019, as demonstrações de resultados da Companhia passam a refletir as novas práticas contábeis implementadas pelo CPC 06 (R2)/IFRS 16.

Os principais efeitos das novas práticas contábeis são nas linhas de despesas, depreciação e amortização, e resultado financeiro. Desta forma, os resultados do 3T18 foram ajustados nas seguintes linhas:

o Despesas com vendas: ajuste de R$ 15,5 MM, passando de R$ -328,3 MM para R$ -312,8 MM
o Depreciação e Amortização: ajuste de R$ -13,1 MM, de R$ -110,1 MM para R$ -123,2 MM
o Despesas Financeiras: ajuste de R$ -5,3 MM, passando de R$ -258,9 MM para R$ -264,2 MM
o Imposto de Renda e Contribuição Social: ajuste de R$ 1,0 MM, de R$ 54,4 MM para R$ 55,4 MM
o Resultado Líquido: ajuste de R$ -1,9 MM, passando de R$ -105,8 MM para R$ -107,7 MM.

O GMV foi de R$ 4.651,5 milhões, crescimento de 28,4% quando comparado aos R$ 3.622,7 milhões registrados no 3T18. No 9M19, o GMV acumulado foi de R$ 12.130,0 milhões, 22,2% superior aos R$ 9.926,9 milhões no 9M18.

O Marketplace segue em rápido desenvolvimento, com crescimento de 50,4% (vs 3T18) e atingindo 61,1% de participação no GMV Total (vs 52,2% no 3T18). No 3T19, observamos os efeitos positivos no 1P dos ajustes realizados na operação, após o término da 'Lei do Bem', no início do ano, e do processo contínuo de curadoria e revisão do sortimento.

A Receita Bruta registrou no 3T19 R$ 2.098,8 milhões, comparado com os R$ 1.922,2 milhões registrados no 3T18. Já no 9M19, a receita bruta acumulada foi de R$ 5.550,7 milhões vs R$ 5.574,8 milhões obtidos no 9M18.

A Receita Líquida totalizou R$ 1.681,2 milhões, comparado com os R$ 1.556,8 milhões registrados no 3T18. No 9M19, a receita líquida foi de R$ 4.441,6 milhões vs R$ 4.509,8 milhões no 9M18.

Já o lucro Bruto Ajustado foi de R$ 551,7 milhões, crescimento de 16,0% vs os R$ 475,5 milhões registrados no 3T18. A margem bruta ajustada expandiu 2,3 p.p., passando de 30,5% no 3T18 para 32,8% no 3T19. No 9M19, o lucro bruto foi de R$ 1.414,5 milhões, crescimento de 9,0% vs os R$ 1.297,3 milhões do 9M18, com uma expansão de margem de 3,0 p.p, (31,8% vs 28,8%).

As Despesas com Vendas, Gerais e Administrativas (SG&A) Ajustadas totalizaram R$ -399,4 milhões vs os R$ -343,5 milhões registrados no 3T18. O SG&A como percentual do GMV, apresentou uma redução de 0,9 ponto percentual, saindo de 9,5% no 3T18 para 8,6% no 3T19.

Enquanto isso, o EBITDA Ajustado chegou a atingir R$ 152,3 milhões, um crescimento de 15,3% comparado com os R$ 132,1 milhões registrados no 3T18.

A margem EBITDA Ajustada saiu de 8,5% no 3T18 para 9,1% no 3T19, um aumento de 0,6 p.p. No 9M19, o EBITDA Ajustado foi de R$ 345,7 milhões, crescimento de 12,3% comparado com os R$ 307,9 milhões registrados no 9M18. A margem EBITDA Ajustada expandiu 1,0 p.p., saindo de 6,8% no 9M18 para 7,8% no 9M19.

O Resultado Financeiro Líquido foi de R$ -151,5 milhões (vs R$ -158,2 milhões no 3T18). O resultado financeiro saiu de R$ -423,9 milhões no 9M18 para R$ -466,0 milhões no 9M19.

Já o Resultado Líquido apontou R$ -102,5 milhões vs R$ -107,8 milhões no 3T18. No 9M19, o resultado líquido foi de R$ -369,3 milhões (vs R$ -335,6 milhões no 9M18).

A empresa anunciou ainda, que o Aumento de Capital de R$ 2,5 Bi contou com a adesão de 100% dos acionistas da Companhia. Lojas Americanas participou com R$ 1.564,5 MM e os acionistas minoritários aderiram com R$ 935,5 MM (R$ 2.459,4 MM no caixa do 3T19 e os demais R$ 40,6 MM no 4T19).

(redação - Investimentos e Notícias)