Ata do Copom afirma que atividade deve se recuperar no 2º semestre de 2015

  •  
Ata do Copom afirma que atividade deve se recuperar no 2º semestre de 2015 (Foto: Divulgação) Ata do Copom afirma que atividade deve se recuperar no 2º semestre de 2015

Ata do Comitê de Política Monetária do Banco Central (Copom), divulgada nesta quinta-feira, 11, aponta que a política monetária deve contribuir para a consolidação de um ambiente macroeconômico favorável em horizontes mais longos. Nesse sentido, reitera que, no regime de metas para a inflação, orienta suas decisões de acordo com os valores projetados para a inflação pelo Banco Central e com base na análise de cenários alternativos para a evolução das principais variáveis que determinam a dinâmica dos preços.

O Copom considera que, desde sua última reunião, permaneceram elevados os riscos para a estabilidade financeira global, a exemplo dos derivados de mudanças na inclinação da curva de juros em importantes economias maduras. Apesar de identificar baixa probabilidade de ocorrência de eventos extremos nos mercados financeiros internacionais, o Comitê pondera que o ambiente externo permanece complexo.

O documento pondera que as taxas de crescimento da absorção interna e do PIB se alinharam e que o ritmo de expansão da atividade doméstica será menos intenso este ano, em comparação com o de 2013. Entretanto, na visão do Comitê, a atividade tende a entrar em trajetória de recuperação no segundo semestre do próximo ano. Além disso, o Comitê avalia que, no médio prazo, mudanças importantes devem ocorrer na composição da demanda e da oferta agregada.

E que diante disso, avaliando a evolução do cenário macroeconômico e as perspectivas para a inflação, o Copom decidiu, por unanimidade, elevá-la em 0,50 p.p., para 11,75% a.a., sem viés.

Vale lembrar que em setembro de 2014, o BC manteve a taxa Selic a 11,00% ao ano. E neste mês, a taxa avançou para 11,75% ao ano. E o Comitê voltará a se reunir em 20 de janeiro de 2015.

(MR - Agência IN)