72% dos brasileiros vão usar 13º salário para pagar dívidas

  •  
72% dos brasileiros vão usar 13º salário para pagar dívidas Foto: Divulgação 72% dos brasileiros vão usar 13º salário para pagar dívidas

Entre os mais de 700 consumidores respondentes em todo o Brasil, da Pesquisa Hábitos de Consumo para o Natal e Final de Ano, da Boa Vista SCPC, 74% afirmaram que irão receber o 13º salário este ano. Deste percentual, 72% vão usar a renda extra para quitar dívidas e saldar contas do início de ano: 56% para quitar dívidas e 16% para pagar as contas de início de ano (IPVA, IPTU, matrícula escolar). Apenas 13% afirmaram que irão poupar ou investir.

A maioria dos entrevistados, em todas as regiões do país, afirmou o uso do 13º salário para quitar dívidas, com destaque para a região Norte (76%), seguida da Centro-Oeste (65%), Nordeste (58%), Sudeste (55%) e Sul (53%). Na comparação entre as classes sociais, foi maior a intenção de quitar as dívidas na DE, com 66% das menções, quando questionado o uso do 13º salário. Dos respondentes da classe C, as intenções caíram para 48% e nas classes AB para 21%.

De modo geral, dos consumidores que irão poupar o 13º salário, 26% devem guardar até 30% do valor recebido; 17% conseguirão guardar entre 30% a 50% do valor e 9% conseguirão guardar 100% do 13º salário. Outros 48% informaram que não conseguirão poupar nada, contra 44% registrados em 2015 e 31% em 2014.

Na divisão por regiões, 52% dos consumidores do Norte não conseguirão poupar nada do 13º salário, seguidos dos moradores da região Sudeste, onde 49% dos consumidores afirmam que não economizarão a renda extra. A pesquisa da Boa Vista SCPC revelou que, ao longo do tempo, a disposição do consumidor em guardar parte ou todo o 13º salário está diminuindo.

Mesmo pretendendo gastar menos em relação ao ano passado, 51% dos consumidores respondentes não conseguirão poupar nada do 13º terceiro salário. Entretanto, entre aqueles que pretendem gastar mais neste ano fazendo compras, 73% irão poupar parte ou mesmo todo o valor recebido como gratificação de fim de ano.

(Redação - Agência IN)