Valor do aluguel em SP aumenta pelo 3º mês consecutivo

  •  
Valor do aluguel em SP aumenta pelo 3º mês consecutivo (Foto: Pexels) Valor do aluguel em SP aumenta pelo 3º mês consecutivo

O Imovelweb acaba de divulgar o INDEX SP, levantamento mensal que avalia os preços do metro quadrado para venda e locação, além da rentabilidade, de imóveis localizados na capital paulista. No quesito aluguel, o estudo apontou que 80% dos bairros em São Paulo têm preço médio entre R$ 1.400,00 e R$ 3.250,00 mensal.

Com aumento de 0,7% em agosto de 2018, o valor médio dos arrendamentos cresceu pelo terceiro mês consecutivo. O preço do aluguel, de um apartamento padrão, de 65m², 2 dormitórios e 1 vaga de garagem, ficou em torno de R$ 1.734,00 no período. Em evidência, as regiões Centro-Sul e Oeste registraram o maior aumento anual, acima de 4,4%.

Ainda falando em locação, nos últimos levantamentos divulgados pelo Imovelweb, a Vila das Belezas, na zona Sul, estava entre os bairros considerados mais econômicos da capital paulista. Porém, em agosto de 2018, o arredor deixou o ranking. A região apresentou uma valorização de 9,6%, a mais elevada da cidade no período. O preço médio do aluguel na localidade ficou em R$ 1.235,00 mensal.

Para venda, o preço médio do metro quadrado em São Paulo continuou apresentando uma leve retração, de 0,2%. No período, grande parte dos imóveis na região, registrou preço médio entre R$ 4.500,00 e R$ 9.500,00/m². Um apartamento de 2 dormitórios e 65 m² na capital, tem valor de R$ 390 mil, uma opção de 3 dormitórios e 90 m², pode chegar a R$ 594 mil. Já o valor médio do metro quadrado ficou em R$ 5.966,00/m², mesmo nível de 12 meses atrás.

Em termos reais, contemplando a variação da inflação (IPCA-15), os preços caíram 4,3% no último ano.
Para quem deseja comprar um imóvel com o objetivo de investimento, em agosto de 2018, a rentabilidade imobiliária superou a poupança, pelo segundo mês consecutivo. A relação entre o aluguel anual e o preço de compra de um imóvel ficou em 5,3% contra 5,1% da poupança. Com isso, são necessários 18 anos de aluguel para recuperar o gasto com a compra, período 3,7% menor que há um ano. A rentabilidade imobiliária dos últimos doze meses foi de 5,3%.

“Para aqueles que estão dispostos a comprar ou dispõem de recursos para investir, este é um bom momento. Com a queda das taxas de juros e o aumento da oferta de crédito, o sonho da casa própria fica cada vez mais próximo. A dica, no entanto, é pesquisar com bastante atenção e barganhar. Uma boa conversa poder dar vida ao seu intento”, comenta o CEO do Imovelweb, Leonardo Paz.

(Redação – Investimentos e Notícias)