Levantamento do Secovi-SP aponta alta de 0,30% nos custos condominiais

Conforme apurado pelo Departamento de Economia e Estatística do Secovi-SP (Sindicato da Habitação), em setembro, os custos condominiais registraram ligeiro aumento de 0,30% na Região Metropolitana de São Paulo. A variação acumulada em 12 meses (outubro de 2017 a setembro de 2018) foi de 5,87%, percentual abaixo do IGP-M (Índice Geral de Preços - Mercado), da Fundação Getúlio Vargas, que apresentou variação de 10,04% no mesmo período.

Saldo de locações imobiliárias de alto padrão cresce 737%

O terceiro trimestre de 2018 vem marcado por um cenário de reaquecimento do mercado imobiliário de escritório de alto padrão em São Paulo. Segundo as estatísticas da Colliers International Brasil, a absorção líquida - saldo da diferença entre as áreas locadas e as áreas devolvidas - cresceu 737% na capital em comparação ao trimestre anterior. Enquanto nos meses de abril, maio e junho o saldo foi de 8,4 mil m², nos últimos três meses o valor chegou a 62,3 mil m².

 

Valor médio do aluguel residencial novo cai 1,26% na cidade de São Paulo

A Pesquisa Mensal de Locação Residencial, elaborada mensalmente pelo Secovi-SP (Sindicato da Habitação), aponta um recuo no valor médio do aluguel residencial na cidade de São Paulo. No período de 12 meses (outubro de 2017 a setembro de 2018), a variação foi negativa em 1,26%, percentual bem abaixo do IGP–M (Índice Geral de Preços – Mercado), da Fundação Getúlio Vargas, que apresentou variação de 10,04% no acumulado de 12 meses. Em setembro, a variação foi negativa em 0,50%.

Índice FipeZap mantém-se praticamente estável em setembro

Com recuo nominal de 0,28% nos últimos 12 meses e inflação de 4,45% no período, preço médio de venda de imóveis residenciais tem queda real de 4,54% O Índice FipeZap – que monitora o comportamento do preço de venda de imóveis residenciais em 20 cidades brasileiras – encerrou o mês de setembro próximo da estabilidade, com variação de -0,03% em relação a agosto. Segundo o Boletim Focus do Banco Central, a inflação mensal esperada é de 0,41% (IPCA/IBGE).

Assinar este feed RSS